Imprensa e Redes Sociais ligam PCC 1533 aos governos de esquerda

Grupos da extrema direita internacional se organizam e difundem pelo mundo a ideia que a facção Primeiro Comando da Capital se expande em países de esquerda.

Imprensa e redes sociais ligadas à grupos de extrema direita difundem pelo mundo notícias vinculando a expansão da facção Primeiro Comando da Capital nos países onde são oposição. Argentina e Chile são o foco no momento, ao mesmo tempo, não se faz mensão ao Uruguai e Paraguai onde o aumento de casos é mais expressivo, mas os governos são considerados de direita.

As reportagens e postagens são um show de generalidades sem dados comprobatórios ou notícias de casos pontuais que visam estabelecer um vínculo entre membros do governo e integrantes da facção paulista ou demonstrar a inabilidade ou falta de comprometimento no combate ao crime.

texto no The Rio Times

Leia mais em: A organização criminosa Primeiro Comando da Capital sendo utilizada para desestabilizar governos e instituições pelo mundo.

Leia também: O Primeiro Comando da Capital ajudou na eleição de Jair Bolsonaro

Os turistas russos e a caça à Máfia Russa no Brasil

Máfia russa no Brasil, depoimento de um preso no Amazonas

As operações de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro da Máfia Russa no Brasil, até o momento, não passam de uma suposição, que transformou nossos policiais federais em agentes “russofóbicos”, e a vida dos turistas russos um inferno. Pelo menos é o que afirma o empresário e aventureiro Moris Wind ou Artemiy Semenovskiy (Артемий Семеновский).

Encontrei uma pérola sem preço: Рycckий Кokaиh b Бpaзилии – Рaзoблaчaem ЛoжЬ (Cocaína russa no Brasil – Explicando as mentiras), cujo autor se auto denomina representante do CPLCRB (ОКОРГБ). Sei que você sabe que o CPLCRB é o Comitê Público para a Libertação dos Cidadãos Russos no Brasil, então nem preciso te dizer.

A maneira como ele escreve me agrada, é como se estivesse contando um caso. O que deve ser novidade para os russos, para nós é uma velha história: como nasceu, e onde chegou o Primeiro Comando da Capital. Artemiy Semenovskiy não economiza tintas de cores fortes para descrever o PCC, o sistema carcerário brasileiro, e a Polícia Federal:

“Paroxismo engraçado: o próprio poder gerou e criou seu inimigo mais terrível, porque o PCC surgiu como uma reação ao caos da polícia, à desumanidade do sistema prisional, à indiferença de juízes e funcionários.” — até o russo já percebeu isso, mas nós queremos insistir mais no mesmo caminho para ver se chegaremos a um destino diferente.

Artemiy se interessa pela política brasileira, mas não parece ter uma ideia clara do que acontece por aqui, apesar de estar mais bem informado que eu — enquanto eu o entrevistava, ele comentou que a Dilma estava em St. Petersburgo. Eu fui conferir, e: “Dilma, na Rússia, ressuscita slides e se irrita com tradução de sua palestra”.

 

Governos desmoronando e uma polícia perdida e desmotivada, sem ter como controlar a criminalidade, pois prender um indivíduo significa colocá-lo dentro de uma organização criminosa na qual ele poderá determinar a morte do próprio policial que o prendeu. É assim em todos os estados, só muda a sigla da facção, e a virulência da gangue. — é a avaliação de Artemiy.

Nós brasileiros não aprendemos com o passado, mas Artemiy Semenovskiy, que é russo, vê aqui o que já aconteceu em sua terra com Lênin, ou na Alemanha com Hitler: a necessidade de um bode-expiatório. Para Artemiy a bola da vez são as facções criminosas, de preferência o PCC, mas para que o plano seja perfeito é preciso que o inimigo seja externo:

A Máfia Russa — cumpre duas funções: o inimigo externo, que não pode ser tocado e nem mensurado. E o atual governo ainda pode acusar o anterior de conspirar com a Rússia, pois os governos Lula e Dilma tentaram aproximação com o país. O inimigo perfeito, pois até os PCCs, por fazerem parte da sociedade brasileira, têm seus defensores.

Em uma campanha eleitoral o mérito das propostas dos candidatos não fará diferença, mas sim o poder de vender a ilusão que o inimigo imaginário possa ser contido, e para isso qualquer governo pode atacar um grupo minoritário. Para Artemiy a escolha já foi feita: desta vez serão as pessoas presas no sistema penal, e os russos.

Quando me deparei com o texto desse russo, achei que era um garoto que estava criando uma teoria da conspiração com o seu Comitê Público para a Libertação dos Cidadãos Russos no Brasil (CPLCRB), mas depois de dois dias de intensa pesquisa vi que realmente o cara ficou preso em Manaus e tem conhecimento de causa.

Agora, cabe a você analisar com o seu conhecimento, somado aos dados passados por Artemiy, e concluir se ele realmente tem razão, total ou parcial, nas conclusões as quais chegou. Quanto a mim, outro dia volto aqui para contar as aventuras e desventuras passadas por ele nesse caso, assim como de outros russos que estão presos no Brasil.

 

 

Russos presos pedem indenização de 7,7 milhões

 

 

 

Bolívia: uso político da facção PCC 1533

Baseado no artigo da jornalista Karem Mendoza para o site El Delber: Alertan que bandas criminales de Brasil tratan de asentarse en Bolivia.

O grupo criminoso Primeiro Comando da Capital, assim como as bruxas e o comunismo, é utilizado para que grupos políticos, que estão no poder ou desejam chegar a ele, criem um ambiente de terror com alguma finalidade específica.

Aparentemente é o que voltou a acontecer agora na Bolívia, onde parte do governo do presidente Luis Arce deseja facilitar a ação no país da  Drug Control Administration (DEA), apesar de há muito a facção PCC 1533 ter caído no esquecimento pela população boliviana.

Os números do Google Trends não deixam dúvidas de que o fantasma está sendo alimentado artificialmente para então poder ser combatido.

Facção PCC: os dois lados da questão

Quem se opõe a essa narrativa para justificar uma intervenção americana no país, que no geral não acaba bem, é o vice-ministro de Substâncias Controladas, Jaime Mamani Espíndola, que afirma que se fosse significativa a presença da facção paulista no país as autoridades não poderiam circular livremente como o fazem.

Quem apoia e alimenta essa narrativa e pede a presença do DEA, que no geral acaba trazendo dólares para o país e holofotes para políticos e agentes do Estado através de políticas de “intercâmbio”, é a oposição de direita que há poucos anos tentou tomar o país a força e a Comunidad Ciudadana (CC), uma coligação política de centro liderada pelo ex-presidente Carlos Mesa.

Em San Matías, capital da Província boliviana de Ángel Sandóval no departamento de Santa Cruz, situado na fronteira com o Brasil, é comum a prisão de estrangeiros com ligação com as facções brasileiras, mas segundo o ministro de Governo, Carlos Eduardo Del Castillo Del Carpio, nada que a polícia boliviana já não esteja preparada para atuar.

Já seus opositores, mesmo contrariando os dados estatísticos, apresentam exceções como regra, como a execução de duas pessoas naquela cidade em um confronto entre criminosos e, a morte de um sargento durante uma operação da Fuerza Especial de Lucha Contra el Narcotráfico (Felcn) em San Ignacio de Velasco, Santa Cruz. e um colombiano ex-combatente das FARC no Parque Noel Kempff.

Lula e a expansão do PCC no Paraguai

Mito ou realidade?

Em minha pesquisa me deparo constantemente com mitos tratados como realidade. Matéria assinada por Rosendo Duarte no prestigiado site ABC Color garante que o crime organizado espera incrementar suas ações em Canindeyú após a posse do presidente brasileiro Luiz Inácio da Silva:

E as perspectivas de negócios na fronteira são crescentes porque acreditam que o presidente Lula será mais dócil que seu antecessor.

Cristina Kirchner e a facção PCC

As ligações políticas da vice-presidente Cristina Kirchner com o casal Zamora a envolveria com a facção criminosa paulista Primeiro Comando da Capital?

Por um estranho e tortuoso caminho…

O Primeiro Comando da Capital (facção PCC 1533) está na porta de entrada da Argentina, na “Madre de Ciudades”, como é conhecida Santiago del Estero, a mais antiga cidade platina fundada por colonizadores espanhóis. É o que afirma o jornalista americano Douglas Farah no relatório intitulado “Un caso de estudio de la convergencia criminal internacional: Santiago del Estero, Argentina”.

Farah é especialista em segurança internacional na América Latina e presta consultoria em sua área ao Banco Mundial, FMI, Departamento de Estado dos EUA, Departamento de Defesa, DEA e OEA, entre outras instituições e é frequentemente requerido como testemunha pelo Congresso dos Estados Unidos.

Segundo Farah, os narcotraficantes da facção brasileira PCC estão em conluio com a polícia provincial e as autoridades políticas, trocando proteção uns aos outros em suas esferas de poder e o governador da província, Geraldo Zamora, e sua mulher Claudia Ledesma Abdala, que também já foi governadora da província, se alimentam e alimentam essa estrutura.

Para Farah, grande parte do poder do casal Zamora vem da proteção que recebem de Cristina Kirchner, em termos políticos e fiscais, e a ela fornecem base não apenas no campo político. Dessa forma e por esse tortuoso caminho, o periódico La Nación repercutiu o trabalho do pesquisador que, “em tese”, vincula a vice-presidente Argentina à organização criminosa Primeiro Comando da Capital.

Grandes organizações criminosas como as Farc na Colômbia ou a Mara Salvatrucha na América Central sempre se envolveram com as forças policiais e as elites políticas, no entanto, apesar de ocasionalmente utilizarem o território argentino não criaram. Já a facção PCC 1533 ameaça estender seu poder não só nas periferias e prisões, como também pela nata da sociedade platina.

reportagem completa El malabarista de la ilegalidad dos articulistas Alberto Fernández e Alfredo Sábat

A Terceira Geração da facção PCC 1533

Não há quem acredite em outra hipótese para a morte de Gegê do Mangue que não a de uma disputa dentro da estrutura do Primeiro Comando da Capital, a facção PCC 1533. Há divergência quanto as razões, mas não quanto aos possíveis mandantes.

O que representa essa morte para futuro político da facção?

O texto a seguir já estava pronto antes do assassinato, trata em resumo da tendência do Primeiro Comando de se infiltrar discretamente e utilizando contatos pessoais na estrutura política, administrativa e social — com a retirada de Gegê do tabuleiro, essa tendência da facção paulista ficaria fortalecida, se contrapondo as ações de guerrilha.

Essa é a chamada Terceira Geração do PCC

Artemiy Semenovskiy, Luis Carlos Valois, Geraldo Alckmin e eu temos ligações com o PCC — pelo menos é o que aqueles policiais comentavam nos grupos de WhatsApp e Facebook; no entanto a diferença entre nós e eles é que nós continuamos em liberdade, e eles, agora, estão presos.

Diorgeres de Assis Victorio foi a primeira pessoa que tenho conhecimento de ter dado destaque ao termo Terceira Geração do PCC, em 24 de janeiro de 2018, no artigo PCC: Terceira Geração, no site Ciências Criminais. No dia seguinte, no site Small Wars Journal, os pesquisadores John P. Sullivan, José de Arimatéia da Cruz e Robert Bunker publicaram a matéria Third Generation Gangs Strategic Note No. 9.

Falta um elo entre ambas as publicações.

O texto do Ciências Criminais apresenta a mudança que se deu com a elaboração do chamado Terceiro Estatuto do PCC para uma nova realidade, menos confrontante e mais voltada ao lucro, à estruturação organizacional e às relações com a comunidade. Já o texto do Small Wars Journal atenta para a estratégia de infiltração na política e na estrutura social adotada pela facção paulista. A ligação entre os dois trabalhos é a Cartilha do PCC — documento chave da organização, que instiga seus membros e suas famílias a estudar e buscar apoio da sociedade para as justas reivindicações da facção:

Aposte e acredite no aperfeiçoamento e na conscientização para diminuir as perdas nas lutas, para vencer procurem estudar, procurem conhecimento e principalmente procurem aprender essa nova mudança, essa nova era.
Os políticos que promovem candidaturas baseando seu discurso no combate ao crime e só constroem presídios como depósitos de homens, mentindo para a sociedade, dizendo que estão acabando com a criminalidade e resolvendo o problema de superlotação. Mentem descaradamente: os governos dos estados, as secretarias de segurança pública, as administrações penitenciárias, os serviços de inteligência da polícia e da promotoria pública, o Denarc e o GAECO.
Acompanhem as trocas dos cargos políticos: quem são são essas autoridades, governos, secretários de segurança, administração penitenciário. Fiquem sempre atentos a política deles pois são essas pessoas as diretamente responsáveis pelo sistema penitenciário. Exponham nossas dificuldades e com isso conquistaremos nossos direitos como presos usando as mesmas armas que eles usam contra nós.
A propaganda, a divulgação, a mídia vamos maciçamente nos expressar à sociedade, mostrar esse lado esquecido, em cenário de tantas injustiças e violência.

Artemiy Semenovskiy, um russo que certa vez esteve preso em COMPAJ, ninho do Comando Vermelho (CV), lembrou-me que o juiz Dr. Luis Carlos Valois, que negociou com o FDN e CV o fim das matanças nos presídios de Manaus e hoje é ameaçado de morte pelo PCC, o governador Geraldo Alckmin, que bateu todos os recordes de prisão de PCCs, mas que a oposição lhe atribui um acordo com a facção, e eu estamos no mesmo barco…

… nós temos ligações com o Primeiro Comando da Capital.

Já alguns daqueles policiais que comentavam nos grupos de WhatsApp e Facebook sobre nós estão presos por corrupção e envolvimento com a facção criminosa. Como isso se deu?

Nós e nossas verdades vivemos em um mundo imaginário.

Para entender o mundo todos nós analisamos os fatos que nos chegam utilizando nosso raciocínio, mas ele não consegue dar significado às conclusões; para isso utilizamos uma outra ferramenta que temos: a imaginação — não vou me alongar nesse ponto, em caso de dúvidas procure Gilbert Durand.

A leitura do artigo do Small Wars Journal reflete a realidade do envolvimento do crime organizado na política como é apresentado em todas as culturas: filmes como o brasileiro Tropa de Elite II, os indianos Raees e Kabali, o francês Marseille, o russo Ladrões na Lei [Воры в законе (фильм)], e séries de TV como a Brigada (Бригада).

No entanto, aqueles policiais que foram presos enquanto nós outros ficamos em liberdade não se conformam, afinal, eles não tinham envolvimento com a facção criminosa Primeiro Comando da Capital, e, sim, nós — pelo menos dentro do imaginário que nossa sociedade criou através de suas produções cinematográficas.

A vida é diferente do que nos mostra o cinema.

Em verdade, a facção Primeiro Comando da Capital não organiza ações políticas como são mostradas no cinema e no artigo citado. Não existe um poder controlador supremo que articula as candidaturas: pela própria natureza e estrutura da organização o envolvimento com a política se dá de outra forma, muito mais celular, muito mais pessoal…

… o jornalista Renato Oliveira do site Verbo Online que o diga!

Os policiais foram presos por aceitarem uns trocos de conhecidos para passarem informações ou pegarem dinheiro de garotos ou de gerentes de biqueira. Eles jamais imaginariam (pois não faz parte do imaginário popular sobre o envolvimento com uma organização criminosa) que seus nomes seriam lançados na contabilidade da facção — o mesmo se dá com alguns políticos, mas isso rende outro artigo.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

UPA Morada do Ouro — quem causou: PCC ou CV?

Estou acompanhando o debate entre as reportagens que apontam de um lado a possibilidade de que o culpado pelo sangue dos inocentes escorrido no chão do UPA Morada do Sol em Cuiabá sejam membros das facções Primeiro Comando da Capital (PCC) ou Comando Vermelho (CV).

Se por um lado o PCC teria razão para resgatar um líder da facção, por outro o CV tinha motivos para matá-lo, portanto, qualquer um dos dois poderia ser o responsável pelo bebê, a enfermeira, o agente penitenciário, e por todos que foram baleados na unidade de saúde.

A Polícia Militar pegou um garoto que havia assaltado uma residência, e como ele havia nascido na mesma cidade que o PCC José Edmilson Bezerra Filho e o entregou na delegacia todo arrebentado, os policiais acreditaram que ele estaria envolvido com o caso.

A repórter Celly Silva da Gazeta Digital explica que o buraco é mais embaixo.

Link para o artigo “Bloqueador de sinal de R$ 2,5 milhões não funciona e CGE investiga”

Quem causou o derramamento de sangue foram aqueles que sumiram com os dois milhões e meio de reais que deveriam estar impedindo a comunicação dos presos, seja do PCC ou do CV com seus comparsas do lado de fora do presídio, e que esse dinheiro que já foi pago no ano passado virou pó, pelo menos até o momento.

A repórter até que tentou contato com a empresa responsável pela instalação, mas os caras vazaram, agora seria a hora de mandar a equipe que conduziu o garoto que nasceu na mesma cidade que José Edmilson Bezerra Filho até o escritório da empresa para levarem os responsáveis, para a delegacia, afinal está nas mãos deles o sangue dos inocentes…

… mas não é assim que as coisas funcionam no Brasil, razões técnicas farão que esse dinheiro venha um dia a sumir dentro de um túnel insondável. (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Cartilha do Primeiro Comando da Capital PCC 1533.

PROCEDIMENTO PARA A LEITURA NOS GRUPOS.

Inicialmente o “sintonia” que for transmitir para os “irmãos” e “companheiros” deve com respeito lembrar a todos que só com a conscientização é possível alcançar a PAZ, mesmo que dentro das muralhas, dos difíceis ambientes e situações que os soldados da facção e suas famílias estejam.

Antes de começar a leitura deve lembrar que as famílias daqueles que estão privados de liberdade devem ser apresentados a Cartilha, para que tenham consciência e apoiem a luta, que a vida no recluso é penosa, e para superar esse momento os familiares devem estar ao lado com consciência, só assim os presos poderão

O “sintonia” deve lembrar que cada um deve ler, analisar, e discutir a Cartilha, para que haja uma constante evolução do entendimento e a disseminação aconteça dentro e fora de cada unidade prisional em todos os estados brasileiros e nos países onde a facção esteja presente.

CARTILHA DE CONSCIENTIZAÇÃO, UNIÃO, E FAMÍLIA.
Para uma Geração Consciente

O que buscamos para um melhor sistema carcerário não são regalias e sim inovações, mudanças e direitos como preso. Embora seja extremamente longa, árdua e difícil a estrada que nos conduz a esta realidade não se pode mas adiar os fatos dessa caminhada.

O primeiro passo tem início na conscientização de nossos familiares que sofrem com as injustiças desigualdade, descasos do abandono em que vivemos. Unidos lutaremos pelo cumprimento da justiça e de nossos direitos, mas para isso será precisamos estar unidos e mobilizados pela construção de uma novo amanhã.

Essa é a evolução para uma geração consciente, aperfeiçoando nossas deficiências, suprindo a carência do conhecimento, nos apoiando maciçamente na família 15.3.3 e na nossa família de sangue. Assim superamos nossas dificuldades e conquistamos o que é nosso por direito.

Nem mesmos as armas nucleares podem trazer uma PAZ sólida e duradoura sem que a humanidade enfrente as injustiças sociais. Onde houver dominação, haverá sempre luta pela libertação e pelo fim da opressão. Onde houver violações dos direitos haverá sempre combate e resistência em nome da IGUALDADE, por isso a dificuldade em se manter uma PAZ sólida e duradoura.

Por isso nossa luta consciente, nosso lema é PAZ, JUSTIÇA, LIBERDADE, IGUALDADE, e UNIÃO.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

CARTILHA DE CONSCIENTIZAÇÃO, UNIÃO, E FAMÍLIA
Original revisto e corrigido 2017.

Tudo começou no cárcere no ano de 1992 com o fato mas bárbaro, cruel, e covarde: o massacre de 111 detentos no Carandiru, por Policiais Militares a mando de governo e da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

PAZ

Lembrar e analisar o antes e o agora basta para sabermos o sentido dessa paz:

Antes ao chegar na prisão, fora as injustiças sofrida pela “Justiça”, o preso tinha que lutar dia a dia pela sua própria vida e moral arriscando-se a matar ou morrer a todo instante. Hoje através da PAZ no cárcere, as facas se tranformaram em ganchos para a fuga, o craque foi expressamente proibido nas prisões, os presos malandrões que cometiam assaltos, extorsões, estupros, e conflitos foram assinados, mandados para cadeias de seguros, ou estão fora do alcance do crime que corre em favor do certo pelo certo.

Essa foi uma das nossas primeiras evoluções no crime em prol a todos, por isso à importância da PAZ e o seu significado no Sistema Penitenciário.

JUSTIÇA

Justiça é o combate na luta pelos nossos direitos, pelo nosso respeito, por tudo que no crime é justo e certo. Lutar pela Justiça, é empenhar-se na conquista dos nossos espaços, respeitando para sermos respeitados. Sempre conscientes no aprendizado, no desenvolvimento, e no amadurecimento completo: corpo, alma, e coração. Sempre visando nossa causa: a luta justa que acreditamos e que vivemos.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

LIBERDADE

Libertação dos dominadores,dos exploradores, e das injustiças. Liberdade pela porta da frente ou pelas dos fundos, e o nosso principal objetivo é o que todos nós dentro de um cárcere almejamos dia e noite, ganhar a liberdade e estando na rua lutaremos para não perdê-la.

UNIÃO

Já existe e seria muito mais espontânea se as antigas diretrizes visassem o idealismo da causa em prol a todos para condições de dias melhores, mas em vez disso o que eles queriam era se aproveitar de sua lealdade por dinheiro para uso próprio, essa ganância e egoísmo só poderiam levar a um caminho, o da divisão de pensamentos e atitudes, como não poderia ser diferente ou de outra forma, o certo vence e prevalece, e foi a primeira parte dessa divisão, que a família criou, e a nossa principal evolução para o crime em geral implantando também como lema a palavra.

IGUALDADE

É o significado consolidado e espontâneo dessa União que temos hoje já conquistado significa o trabalho de todos. A Família funcionando como uma engrenagem rotativa de ajuda e assistência à todos, de amparo para presos e familiares, e um conhecimento pela luta e pelo crime certo e justo, e é essa Igualdade que de forma extraordinária nos trouxe essa UNIÃO que tanto nos fortalece para sobrevivência e superação.

Igualdade também significa a valorização da vida humana no cárcere porque foi através dela que foi conquistado o direito de falar e ouvir a verdade, o errado e a mentira e mesmo assim para que uma vida seja tirada só por motivos de naturezas graves, como traição ou pilantragem.

Por tudo isso o lema do Primeiro Comando da Capital é Paz, Justiça, Liberdade, Igualdade, e União – PJLIU.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

PERSISTIR E RESISTIR

Não temos tempo para lamentações e pensamentos negativos, estes só servem para enfraquecer nosso espírito, temos que persistir e acreditar com determinação e coragem, por que nossa luta é justa e temos que seguir em frente.

Os momentos mais difíceis não são para lamentar, pelo contrário são para fortalecer, para superar, e por isso persistam e resistam com força, com coragem, com dignidade, com hombridade e com consciência. Lembrando que a luta é por todos. O preso que agir de forma contrária a essa luta não pode ser considerado um guerreiro, ou ele se auto corrige respeitando a todos com a verdade e a coragem ou encontrará sua própria ruína.

Sem preparação a superioridade não é realmente superioridade, sendo assim não haveria iniciativa própria e nem criatividade no momento de crise. O conhecimento poderá vencer com ações inteligentes e atitudes inesperadas, surpreendendo o inimigo e o vencendo, e por isso a importância da preparação, e da conscientização.

Um exército sem cultura é um exército de ignorantes e não poderá vencer o inimigo, e nada é mais importante que a compreensão, o apoio, e a lealdade que motiva em todas as circunstâncias, sejam elas boas ou ruins, fáceis ou quase insuperáveis. Com essas atitudes estaremos sempre nos fortalecendo, mas que essas atitudes sejam espontâneas, um por todos e todos por um.

OBJETIVOS E METAS

A luta pelos direitos de cidadania abrangerá todo o país ou seja será uma luta que se iniciará em São Paulo que contará com todo o sistema prisional de todos os estados, mas para chegarmos a este ponto, temos que mover toda uma preparação primeiro, por hora lutamos é pela dignidade, respeito e direitos do preso e por um sistema humanizado.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

LUTA POR DIGNIDADE E RESPEITO

  • presídios sem superlotação, com trabalho que nos deem oportunidade de profissionalização, sem a exploração hoje existente;
  • cursos profissionalizantes sérios, com mais tempo e qualidade para as aula, e o reconhecimento na Secretaria de Ensino dos diplomas após a formação;
  • sistema judiciário interno e externo com acompanhamento de profissionais sérios e responsáveis para assistência ao preso e a sua família;
  • possibilidade de integração de outras pessoas além de nossos filhos, irmãos, e esposas, temos outros entes queridos que podem nos ajuda em nossa reabilitação, e reintegração a sociedade;
  • direito de comprir pena perto da nossa casa e de nossos familiares; e
  • fim dos maus tratos, degradantes, desumanos, humilhantes, e cruéis por parte de funcionários, diretores, e polícias ao fazerem as revistas.

Quando conquistarmos nossas reivindicações, acreditem, teremos maiores chances de mudar nossas vidas com dignidade e respeito. Com essas conquistas, outros descasos e abandonos também serão vencidos automaticamente. Todas essas mudanças afetam diretamente nosso futuro por quê como profissionais ao sairmos da prisão teremos como escolha caminhos que não nos levarão novamente para a criminalidade.

Dentro dos presídios com essas mudanças já começaram. A humanização já está começando ali, os estados e as autoridades são obrigados a suprirem nossas necessidades e respeitarem nossos direitos.

A criminalidade funciona como uma rotação cada vez maior, vai e vem cada vez mais rápido e com mais violência. Todos os esforços que o preso fizer para se recuperar são anulados pela injustiça, pela opressão, pelo castigos, pelos abusos, pelo descasos, pelo abandono, e pela injustiça que residem no sistema carcerário, só nos restando ao preso ao sair retornar ao mundo do crime.

Nossos familiares que de maneira igual sofrem as mesmas injustiças sociais pelo desumano sistema carcerário.  A família que está lá para nos ajudar e apoiar pois o sistema carcerário brasileiro só mata as expectativas para o futuro do preso, sofre, e esse sofrimento causa mais revolta, mais ódio, e mais violência.

Isso precisa mudar, queremos respeito pelos nossos direitos, dignidade como seres humanos, e chance de crescimento, conseguindo maliciosamente aprender o que não compreendemos, conseguiremos destruir o mundo velho e construir um mundo novo, com aperfeiçoamento e consciência para se tornar um sistema carcerário humanizado.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

AUTORIDADES OMISSAS

Os políticos que promovem candidaturas baseando seu discurso no combate ao crime e só constroem presídios como depósitos de homens, mentindo para a sociedade, dizendo que estão acabando com a criminalidade e resolvendo o problema de superlotação. Mentem descaradamente: os governos dos estados, as secretarias de segurança pública, as administrações penitenciárias, os serviços de inteligência da polícia e da promotoria pública,  o Denarc, e o GAECO.

Políticos que querem votos nos atacam promovendo mais injustiças e opressões dentro dos presídios, esperando nossas reações e revolta, com isso aparecem como salvadores da pátria, e sempre usando a força e a violência descontrolada dentro e fora dos presídios para acabar com a revolta que eles mesmo causaram, em seguida eles usam o poder da mídia contra nós, precisamos aprender urgentemente a lutar contra a conotação e vencer as formas de estratégias que as autoridades usam contra nós, assim os superaremos conhecendo seus métodos de agir.

Muitos braços que nos apoiam estão no Poder Judiciário, através de sua intelectualidade,da sua coerência, e da sua sensatez, tentam conter a opressão e fazer valer os direitos dos encarcerados, combatendo a superlotação dos presídios fazendo valer a justiça para os pobres e para os miseráveis, não só para para os ricos endinheirados.

Ao poder judiciários pedimos justiça e respeito aos nossos diretores, ou vocês não perceberam todas essas perseguições e injustiças que estamos sofrendo? Esse recado tem que ser dado dentro um poder judiciário.

Muitos exploram o trabalho do detento se aproveitando de mão de obra barata. Precisamos de instrumentos de trabalho para nossa profissionalização de maneira responsável e eficiente. Um preso fica décadas dentro do Sistema Carcerário e quando ele sai não tem nem uma profissão, não tem nem um estudo, nao tem nada, como vai competir no mercado de trabalho?

As portas se fecham para aquele de deixa o sistema, o que nos resta é o crime novamente, isso tem que mudar. Temos que exigir condições de trabalho e crescimento humano melhor, se for preciso lutar por essas mudanças, acreditem a luta será justa e valiosa não se lamentem, resistam e persistam.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

AQUELES QUE NOS PREJUDICAM

Esses são os opressores que mentem e exploram através da mídia, provocam e perseguem a nós e nossas famílias, são essas pessoas que tem o poder para mudar o sistema carcerário falido e desumano, mas não fazem nada por ganância e interesses pessoais pois lucram com a violência seja por poder, ou por dinheiro:

  • Secretarias de Administração Penitenciária,
  • a Secretarias de Segurança Pública,
  • os governadores dos estado,
  • o ministério público,
  • o poder judiciário,
  • os executivos da empresas que exploram nosso serviço, e as
  • as direções dos presídios.

São eles os maiores responsáveis pelo aumento da criminalidade, que com suas mentiras e articulações levaram o sistema carcerário e a segurança pública ao caos que vivemos hoje.

Clareza aos nossos objetivo, que as metas ativem a consciência de todos, não queremos regalias mas sim um sistema humanizado para um futuro melhor para toda a sociedade, pois nossas famílias, nossos filhos, assim como as famílias e filhos de todos aqueles que estão fora dos muros depende do respeito aos nossos direitos.

Mas o nosso sacrifícios é pela consciência da nossa luta, e que tem o significado de tudo por que lutamos e acreditamos que esse significado é pela mais bela prova de amor, a liberdade, coragem e crença pela luta.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

MINIMIZANDO AS PERDAS

Aposte e acredite no aperfeiçoamento e na conscientização para diminuir as perDas nas lutas, para vencer procurem estudar, procurem conhecimento e principalmente procurem aprender essa nova mudança, essa nova era.

Acompanhem as trocas dos cargos políticos: quem sao são essas autoridades, governos, secretários de segurança, administração penitenciário. Fiquem sempre atentos a política deles pois são essas pessoas as diretamente responsáveis pelo sistema penitenciário. Exponham nossas dificuldades e com isso conquistaremos nossos direitos como presos usando as mesmas armas que eles usam contra nós.

A propaganda, a divulgação, a mídia vamos maciçamente nos expressar à sociedade, mostrar esse lado esquecido, em cenário de tantas injustiças e violência.

DIVULGAÇÃO PARA UM MUNDO MELHOR

Através desta união que já é conquistada a arma mais poderosa e a que temos é através de nossos familiares, juntamente com a conscientização nos tornamos mais forte, ainda que a longo prazo afirmo, que conseguimos tudo que pretendemos e almejamos, vamos maciçamente nos juntarmos com nossos familiares buscando de todas as formas mostrar para a sociedade os motivos que lutamos e o porquê da nossa luta, o que queremos, e só assim vamos conseguir o apoio e simpatia da sociedade que muito nos interessa e nos importa.

Precisamos fazê-los entender que não somos os monstros que a mídia divulga propositalmente, deixar todos cientes que somos usados e o que pretendemos conquistar somente nossos direitos e sermos tratados como seres humanos por isso precisamos compreender também que para essa propaganda e divulgação surtirem efeitos, temos que nos unir para que a sociedade entenda nossos motivos e nos apoiem, cobrando das autoridades e do governo procedências e o fim desse sistema carcerário falido e apreensivo.

Vamos acompanhar as TVs educativas, informativas, culturais e os debates. Conseguiremos vários nomes e endereços, a família pode ajudar também para que possamos enviar cartas com textos explicativos, nossos motivos o que queremos contar conscientes, e só seguir essa cartilha como base, à partir disso a criatividade é infinita, mas seguindo uma linha de mensagens positivas.

Que nossas cartas sejam divulgadas pelas visitas e pela sociedade, podemos também escrever para vários personalidades, artistas, escritores, jornalistas, jogadores, médicos, sociólogo, psicólogos, empresários, em faculdades, escolas, órgãos internacionais, consulados, embaixadas de países democráticos, mas tudo isso será feito com democracia determinações e consciência de nossas necessidades e para que nossas mensagens e cartas sejam aceitas, e entendidas.

Temos que enviar cartas contando exemplos para conseguirmos espaço nos rádios, e nas emissoras de televisão. Cada um dos órgãos possíveis, OAB, pastoral carcerária, ONU, direitos humanos, e a cúpula que pertence ao “MV Bill”.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

TEREMOS GRANDES CHANCES DE MUDAR ESSA HISTÓRIA.

Os sindicato dos agentes penitenciários, dos empregados no comércio, nos serviços, e nas indústrias também poderão ser conscientizados de nossa luta, que não é contra a sociedade e sim contra o sistema que oprime a eles tanto quanto oprime a nós mesmos.

Nossos familiares devem se portar com coerência e personalidade, não podem manchar nossa imagem ao mesmo tempo que tem que se expor ao máximo, todos os dias e em todos os lugares. Nosso lugar não é nas sombras escondidos da sociedade, mas ao lado dela.

Todos os meios de divulgação devem ser aproveitados: texto por manifesto, faixas escritas, redes sociais, mas nunca se esqueçam que as mensagens tem q ser educativos, mostrando o que a cartilha está ensinando temos q mostrar para a sociedade os problemas que vivemos

PLANTANDO UM NOVO FUTURO

Seguindo esta carta informativa e educativa vamos refletir e analisar, o que conseguimos através dessa nossa luta, e se nos unirmos nesse propósito tivermos bons resultados, nos jornais escritos e revistas como conscientização de um sistema humanizado, e que respeitem nossos direitos como presos, nos dando oportunidade de crescimento humano, teremos uma história linda e merecida, porque com essas renovações e mudanças, podemos de uma forma consciente escolher outros caminhos para nossas vidas e seremos felizes juntamente com nossos familiares, após a conquista do sistema humanizado continua a luta por cidadania.

Analisem e reflitam nessas duas pequenas palavras: PERSISTIR e RESISTIR.

Nelas se encontram a grandeza da nossa luta e a importância de vencermos, mesmo que sejam sacrifícios, resistir e lutar com coragem, lealdade e determinação, união e consciência.

Que a partir dessa nova era, busquem mais conhecimento e aprendizado, compreensão para entender os nossos problemas, principalmente para superá-los, lutando todos de forma igual consciente e responsável.

OUSAR, LUTAR E VENCER.
Conscientização união e família.

UNIDOS VENCEREMOS – população carcerária do país.
PRIMEIRO COMANDO DA CAPITAL – PCC 15.3.3.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Resultado das Eleições 2014 para Deputado Federal em Itu.

Metade dos votos nominais (49,665%) depositados nas urnas da cidade de Itu, 59ª Zona Eleitoral, foram divididos entre seis candidatos:

Herculano Passos
— 11.295 votos —
16% dos votos válidos

Celso Russomanno
— 6.899 votos válidos —
10% dos votos válidos

Missionário José Olímpio
— 6.540 votos —
9% dos votos válidos

Tiririca
— 3.008 votos —
4% dos votos válidos

Jorge Tadeu
— 2.468 votos —
3% dos votos válidos

Vitor Lippi
— 1.768 votos —
2% dos votos válidos

Eleição 2012 – Itu SP – Prefeito e Vereadores.



Eleito o prefeito Tuíse com 33.384 votos (40,75%), superando em 1.782 votos o candidato Oswaldo Sonsini do PMDB (31.612 votos – 38,59%), o Claudinho da Alvorada (15.917 votos – 19,46%), e Renato Benedetti (1.008 – 1,23%).

Três candidatos foram beneficiados pelo coefiênte partidário e foram eleitos (Balbina PMDB, Professor Feital PDT, e Eduardo Ortiz DEM), ficando com as vagas que por voto individual deveriam que ir para Dito Roque PSDC, Thiago Gonçales – Adautinho PR, e José Galvão PTB; Outros seis candidatos também foram mais votados que Eduardo Ortiz, mas independente do coeficiente teriam ficado fora. A composição da Câmara de Itu ficou a princípio:

  1. Olavo Volpato PMDB – 3.015 votos
  2. Giva PSD – 2.743 votos
  3. Dr. Bastos – 1.968 votos
  4. Zelito do Quiosque PDT – 1.920 votos
  5. Marquinho da Funerário PSD – 1.652 votos
  6. Dr. Sergio Castanheira Zoonoses PV – 1.611 votos
  7. Josimar PTN – 1.566 votos
  8. Matheus Costa DEM – 1.446 votos
  9. Nair Lange PRB –1.362 votos
  10. Jabá PHS – 1.245 votos
  11. Balbina PMDB – 1.174 votos
  12. Professor Feital PDT – 1.009 votos
  13. Eduardo Ortiz DEM – 872 votos

Colocação  Nome em ordem alfabética Votos
163º Abdalla PMDB 110
137º Acir Segurança PTC 140
91º Adeilson Pardinho PR 233
235º Adelino Loro PRTB 38
198º Ademir do Portal PSD 67
23º Adilson do Itaim PHS 840
196º Adilson Lima PSC 71
211º Adriana Membrive PT 57
106º Afanasio do Capoeira PT 200
144º Agapito PRTB 132
59º Ailton Avila PMDB 341
258º Alan Carlos PTC 24
101º Aldo Nobrega PRTB 206
173º Alemão Eletrecista PT 95
146º Alemao PPS 128
53º Alexandre Benedetti PPS 393
126º Alexandre Mozão PSL 155
154º Alexandre Suman PC do B 117
191º Aluisio Palomio do Trânsito PTB 74
257º Alzira Nogueira PC do B 24
261º Andreia Guerra PT 22
227º Antonia Santos PTB 43
197º Arlete Aguiar PHS 68
246º Arlete Venancio PPL 29
95º Azulão PR 219
16º Balbina PMDBE 1174
142º Bang Cervezão PTN 134
110º Batata Garçom PR 190
74º Batatinha PDT 267
194º Bel da Feira PC do B 72
132º Belezinha PRTB 152
66º Bellão Petrans PTC 299
206º Bete da Doceria PRP 59
201º Beth Souza Lima PV 66
87º Bonilha PV 242
199º Brito Churros PT 67
188º Carinha PHS 79
219º Carlão do Alberto Gomes PC do B 50
36º Carlinhos Bertagnolli PC do B 629
29º Carlinhos Boarini PRTB 732
213º Carmem Prof de Cabeleireira PPS 56
80º Carmo Cavacchini PRTB 262
122º Catani PRTB 161
56º Cesar Banana PSB 354
175º Chico Barbi PV 94
96º Chico Felix PMDB 215
82º Chiquinho da Vila Martins PC do B 255
76º Cicero Garapeiro PC do B 266
179º Cida Pantaleao DEM 84
79º Claudemir do Trabalho DEM 263
54º Cleide PPS 366
259º Cleo PTB 23
273º Conceição Pereira PSD 13
153º Conterrâneo PSL 118
156º Coquinha PHS 117
152º Cris Bombom PV 118
278º Cristiana Godoy PPL 4
105º Cristina do Conselho Tutelar PSB 201
180º Dalva da Saude PDT 84
112º Daniel Fernandes Dan-dan PV 184
37º Decio Facheti PSB 620
104º Dely Vieira PRTB 202
52º Denilson Sabapira PSD 397
170º Diego Cremasco PSD 101
171º Dil Cabeleireira PR 95
216º Dirceu da Sucata PT 54
71º Dirceu do Pat PDT 272
224º Dito Barulho PSL 46
45º Dito Benzedor PSDC 455
Dito Roque PSDC 1555
41º Doutor Moacir PDT 506
30º Doutora Tania PSB 705
Dr Bastos PSD 1968
34º Dr Emerson PSD 636
61º Dr Milton PTN 321
Dr Sergio Castanheira Zoonoses PV 1611
215º Dr Tarso PSD 55
214º Dra Beth PPS 56
282º Dra. Marcia PSDB 0
83º Du da Atual PTB 248
260º Dulci do Portal PC do B 22
51º Edinilson (kalunga) PTB 406
58º Edmur Mamute PC do B 348
157º Edson Boni PSB 115
31º Eduardo Moreno PMDB 702
22º Eduardo Ortiz DEM 872
195º Eliane Andreazza PSD 72
159º Elisa do Posto de Saude PRTB 114
151º Elizeu Camargo PR 121
240º Enfermeira Graça dos Santos PT 34
115º Everaldo Garcia PSL 178
75º Fabinho da Fisioterapia PSL 267
62º Fábio do Trem PTN 319
18º Fátima Scavacini PV 1100
209º Fernanda Leite PRTB 58
77º Fernanda Rosa PSDC 265
127º Fumaça PHS 154
223º Gabriel Ação Afirmativa PV 47
281º Gabriel Carvalho PSDB 0
270º Geraldinho do Posto PSD 14
114º Geraldo Costa PTB 179
147º Gersão Negão das Trufas PR 128
44º Gilberto do Gas PTB 469
134º Gilson Costa PR 141
Giva PSD 2843
49º Gonçalves do Fora de Hora PMDB 418
229º Helio do Último Recurso PTB 42
165º Iara Calunga PTC 107
135º Ieda Silva DEM 141
48º Irmão Fernando do Apotribú DEM 420
221º Irmao Joao PPL 49
181º Ivan Zezito PC do B 84
13º Jabá PHSE 1245
130º James Marcelo PRP 154
185º Janete Rodrigues PPS 80
268º Jefferson das Excursões PRTB 17
177º João do Valle PT 85
123º João Japonês PMN 159
43º João Lima PRTB 483
136º Joao Madalena PC do B 140
225º João Paulo Moreira PV 44
90º João Prudêncio PR 236
237º João Reis PTB 36
232º João Silveirinha PRP 40
238º Jonas Solato PPS 36
138º Jose dos Santos PC do B 137
12º José Galvão PTB 1344
244º José Inácio PRP 29
Josimar PTN 1566
92º Juninho Garçon PSD 231
145º Jura da Cidade Nova PC do B 129
120º Jura da Gbf DEM 168
55º Jura do Parque Industrial PHS 356
253º Jurema do São Judas PR 25
200º Kaco da Informatica PRTB 67
275º Keyla Dobritz PR 12
81º Lalo PPS 256
274º Lau da Prefeitura PV 13
234º Leila Tasso PMN 39
252º Lenny PSD 26
149º Léo PDT 123
46º Levi Clementino PC do B 445
38º Lima da Prefeitura PRB 618
220º Lú Nutricionista PDT 50
217º Lucia Amaral PSB 53
169º Lucia Instrutora PHS 102
26º Luciano Ribeiro PDT 795
133º Lucimara Mello PSL 147
35º Macruz PR 633
15º Marcão da Auto Escola PTC 1191
167º Marcio Bonga PT 106
186º Marcio Ravelli PV 79
14º Marcos Moraes PHS 1214
254º Maria Aparecida PSC 25
251º Maria Bellon PR 26
107º Maria Carneiro PMDB 196
243º Maria da Saúde PTN 30
21º Maria do Brás PHS 887
97º Maria do Renascer PTN 214
117º Maria Ferrari PMDB 172
279º Marilda PP 1
245º Mario Queiroz PDT 29
50º Mario Silveira PMDB 409
239º Marisa do Pira PC do B 36
184º Marlene Módena PV 80
93º Marli do Posto de Saúde PTB 230
Marquinho da Funerária PSD 1652
140º Marquinhos Jabur PSC 135
10º Matheus Costa DEME 1446
125º Missionaria Marcia PRTB 155
192º Missionário Adão Camargo PTB 73
25º Missionario Eugenio Souza PP 797
241º Miura PMDB 31
250º Moacir da Guarda PR 27
42º Moreira da Adega PRB 491
131º Morto PRB 153
118º Naércio da Guarda PR 172
11º Nair Langue PRB 1362
264º Neia Veloso PMDB 18
178º Neico Galvão PRTB 84
210º Nena PRB 57
73º Nenê do Morro PR 269
150º Nice da Prefeitura DEM 122
155º Nino Moraes PDT 117
88º Noilza Lopes PHS 241
172º Norminha PMDB 95
24º Normino da Radio DEM 824
Olavo Volpato PMDB 3015
78º Paiva DEM 264
109º Palmerio PPS 191
226º Paraiba Taxista PV 43
89º Pastor Humberto Prado PSC 237
40º Pastora Margarete PSD 592
280º Paulinho da Maquina PMDB 0
233º Paulo Atlas Bolsinha PPS 39
100º Paulo Cabeleireiro PSB 206
189º Paulo de Marchi PTN 79
65º Paulo Guerreiro PMDB 311
86º Pé de Anjo PV 244
39º Pedrão do Transporte DEM 609
108º Pedro Moraes PP 195
103º Pedro Oliveira PDT 205
141º Pessê PT 134
94º Prof. Anderson Silva (barroca) PP 229
242º Professor Amigo PSD 31
116º Professor Diego Bruni PTB 176
119º Professor Eleandro PHS 171
19º Professor Feital PDT 1009
148º Professor Guto PMN 128
266º Professor Renato PSOL 17
176º Professora Ilda PRTB 85
236º Professora Lourdes Carneiro PTB 37
160º Professora Mercedes Genebra PSC 112
47º Rafael da Prefeitura PDT 424
111º Rafael do Posto de Saúde PSB 186
166º Raimundo da Autoelétrica PR 106
28º Raul Seixas de Itu PT 750
121º Raul Silveira DEM 163
202º Regina Anacreto PP 65
262º Regina do Taperinha PSL 21
228º Reginaldo da Vila Lucinda PT 43
27º Reginaldo de Castro PSD 752
98º Reinaldo Santos PMN 209
208º Ricardo Esteves PV 58
20º Rick Schmidt PDT 902
129º Rico Machado PMN 154
158º Rita Araujo PV 115
203º Rita Loio PR 62
174º Ro Ruiz PTC 94
272º Roberto Martins PPL 14
190º Roberto Oluran PSDC 74
99º Robson Candiani PSD 208
84º Robson do Mercado PC do B 247
212º Robson Silva PTN 57
69º Rogério Delfino PTB 280
164º Rosana Solér PR 109
168º Rosangela Juliao PP 104
256º Rosaria da Farmacia Popular PDT 24
85º Rose da Urologia PSD 245
204º Rose Rocha PRTB 61
247º Rosely Branco PSD 28
205º Sabará Raspadinha Pipoqueiro PTN 59
161º Samuel Motorista PDT 112
143º Sandra do Hospital PTB 133
72º Sandro Barizon PSD 271
248º Senides PHS 28
17º Serginho da Saude PRTB 1116
128º Sergio da Enfermagem PRB 154
222º Sergio da Saude PSC 48
63º Sergio Teixeira PSC 315
207º Sil Medeiros PSD 58
265º Silvana do Trailer PC do B 17
277º Simone PMDB 10
60º Simone Ventura PR 339
113º Soldado Prado PPS 182
183º Sonia das Tres Vendas PRB 83
276º Sonia dos Santos PC do B 11
263º Sonia Soares Birolli PPS 19
230º Suzete Catherini PSC 41
187º Tania do São Judas PDT 79
102º Tharcis Bin PMN 206
32º Thiago do Alvorada PRP 687
Thiago Gonçales – Adautinho PR 1534
182º Tite da Ambulancia PTC 83
269º Toninha da Saude PRB 14
162º Valter do Saae PHS 111
68º Valtinho Mixirica PTC 287
193º Vera Ceratti PSC 72
218º Vinissião Assugeni DEM 52
67º Vó Geralda PHS 290
249º Wagner Sasso PPS 27
57º Walter da Farmácia PV 351
64º Wando da Adega PTN 313
139º Wellington PV 135
33º Wilson da Farmácia PP 663
271º Yara Sonsini PT 14
124º Ze Brando Ferrão PSD 159
231º Zé Candiani PTN 41
70º Zé da Locadora PRTB 272
255º Zé Maria do Forum PTB 25
Zelito do Quiosque PDT 1920
267º Zildinha PSB 17

Prefeitos da cidade de Itu – 1948 à 2024

O circo, a política e a segurança pública em Itu.

Todos os dias fico em frente à tv durante o jornal. Vejo os descalabros cometidos pelo crime organizado: jovens traficando e matando impunemente; e políticos extorquindo e colocando pacotes de dinheiro no bolso. A cada nova eleição, eu como todos os demais acredito e fico atônito por um tempo: analisando propostas, acompanhando gráficos coloridos e ouvindo músicas empolgantes cujo efeito tem duração certa. Depois esquecemos de tudo e seguimos em frente, até o próximo espetáculo. Qual será o político flagrado? Que traficante será preso? Um espetáculo, um circo, do qual eu não participo. Apenas fico assistindo a tv, pois neste show não há espaço para palhaço, só para fumaça e espelhos…

É assim que me sinto ao ler a tese do Dr. Gerciel Gerson de Lima e vejo assim organização criminosa chamada PCC – Primeiro Comando da Capital como um coadjuvante deste grande espetáculo pirotécnico. Aceito o convite feito no texto pelo Dr. Gerciel e permito acompanhá-lo pelo universo criminológico, onde não existem propostas, gráficos coloridos e cuja musica tem um efeito negro e prolongado.
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

O advogado vincula o antigo dito popular que diz que a prisão é feita para Preto, Pobre e Puta, os conhecidos três P’s, com outro que sofre igual preconceito por parte da sociedade: Penitenciária, Prisioneiro e Pena.
O circo passou, o show terminou e será que algum de nós acredita de fato que o sistema penitenciário vai mudar seu rumo histórico de profundo descaso e omissão por parte do Estado, ou consolidará ainda mais as “escolas ou faculdades do crime”? Segundo o Dr. Gerciel a problemática que envolve o sistema prisional brasileiro só tende a se agravar, o que é ele demonstra com argumentos e com números.
Apesar de todos os anos a polícia mostrar gráficos coloridos em seus balanços, é clara a situação precária da falta de investimento em prevenção. Aqui em Itu a Secretaria de Segurança do município, assim como o governo estadual o faz, prefere investir parte de sua verba em ações de força cujo resultado chegará certamente às manchetes dos jornais, abandonando as antigas políticas de patrulhamento preventivo e bases comunitárias: haviam quatro bases comunitárias da Guarda Municipal (chamadas sub-sedes) colocadas nos bairros mais problemáticos da cidade, hoje não resta nenhuma, há apenas uma viatura fazendo o patrulhamento comunitário (centro comercial da Vila Nova).

Sendo assim, por uma questão de interesse político – quanto pior melhor – nossos governantes optaram pela repressão em detrimento da prevenção. Dr. Gerciel em seu trabalho estuda a diminuição do Estado social e ressalta: “havendo criticas em qualquer iniciativa de formar-se uma rede de proteção social, promovendo alterações nas legislações que regulam o setor com clara influência de legislações internacionais, voltadas à “criminalização da pobreza” e ao encarceramento em massa.”

O douto advogado criminalista que escreveu aquela tese pondera que o “investimento no social, com raras exceções, nunca foi prioridade por parte de nossos governantes, sendo abordada geralmente quando do discurso em campanhas que visam angariar votos para a ocupação de cargos nos poderes Legislativo e Executivo”. Ele diz ainda que não vai tratar deste assunto, mas eu, palhaço que sou, não agüento e começo a sentir falta do meu remédio: do circo que me mantêm livre deste problema, assistindo minha tv, como se tudo estivesse acontecendo num mundo distante.
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Os dois trechos em marrom deste texto foram baseados no conto :
“A Porta” de Mauro Siqueira publicado no site “O Bule”.

– as opiniões pessoais são exclusivamente de do proprietário deste blog –

Parte deste texto foi baseado em um trecho da Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Metodista de Piracicaba – UNIMEP, do Dr. Gerciel Gerson de Lima, sob orientação da Professora Doutora Ana Lúcia Sabadell da Silva do Núcleo de Estudos de Direitos Fundamentais e da Cidadania em 2009 – SISTEMA PRISIONAL PAULISTA E ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS: A PROBLEMÁTICA DO PCC – PRIMEIRO COMANDO DA CAPITAL.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A Secretaria do Turismo e a 3ª Cãominhada.

A SECRETARIA DE TURISMO, LAZER E EVENTOS APRESENTA:
3ª Cãominhada de Itu pelo Centro Histórico
Por que a Secretaria de Turismo está realizando a Cãominhada?
Porque a Cãominhada, a partir de fevereiro de 2011 é Lei Municipal, Lei 1297/2011 e está incluída no calendário de eventos do Município, portanto, só pode ser realizada pela Administração Municipal.
Por que o título 3ª Cãominhada?
Porque já foram realizadas 2 Cãominhadas anteriores, em 2009 e 2010 pelas entidades Bichos S/A e ASPA (Associação de Socorro e Proteção Animal) com o apoio Veterinário Voluntário do Dr. Sérgio Castanheira e apoio da Secretaria Municipal de Turismo, Lazer e Eventos. Pelo eixo histórico de Itu, esta será a 3ª Cãominhada, com início na Praça Dom Pedro I (ao lado da Fábrica São Luiz) e término na Praça Conde de Parnaíba (IBAO), conforme foram as duas anteriores.
Objetivos da 3ª Cãominhada:
– Estimular a prática saudável de realizar exercícios físicos que favorecem o bem estar humano e animal.
– Promover a sensibilização com a população a respeito da posse responsável de um animal de estimação.
– Estimular o relacionamento entre proprietários de cães, crianças, jovens, adultos e também o convívio harmônico entre os cães.
A Secretaria Municipal de Turismo, Lazer e Eventos de Itu promove eventos de entretenimento e lazer e é totalmente favorável a causa animal.
Convidamos a todos os munícipes e proprietários de Cães para participarem da 3ª Cãominhada no dia 30 de outubro, com início às 9h00 nos locais mencionados acima.
OSMAR BARBOSA
SECRETÁRIO MUNICIPAL DE TURISMO, LAZER E EVENTOS DA ESTÂNCIA TURISTICA DE ITU

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Em Defesa da Verdade – Lázaro José Piunti

No dia 14/02/01, foi editada a lei municipal nº 14/2001, autorizando o então presidente do SAAE, eng. Adolfo Fanchini, a repactuar a dívida consolidada junto à CAVO Saneamento Esgotos SA Essa confissão de dívida fora negociada pela administração anterior, no dia 28/12/2000.

Inconformada, a CAVO no dia 07/03/2003 obteve judicialmente o bloqueio de recursos da autarquia. A direção do SAAE recorreu. Em todo o tempo, o SAAE admitia uma dívida no valor de Um milhão e
Setecentos Mil reais. A CAVO pleiteava Dez Milhões. O TJ/SP bloqueou Cinco Milhões. O SAAE apresentou Agravo de Instrumento (17/11/2003).
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
No decorrer da disputa judicial, a CAVO desistiu da concessão e o Município assumiu legalmente os serviços de tratamento de esgotos.

No dia 25/10/2004 o Tribunal de Justiça acolheu o recurso da CAVO. Os advogados contratados pelo SAAE apresentaram no prazo legal, recurso ao Superior Tribunal de Justiça em Brasília (14/9/2005).

Note-se: o TEMPO TODO, a CAVO mostrava seus cálculos, dizendo-se CREDORA de Dez Milhões de Reais. O SAAE aceitava R$ 1.700mil.

VITÓRIA DO POVO!

Em decisão histórica, o Ministro do Superior Tribunal de Justiça, Nelson Jobim, no dia 20/03/2006 proferiu sentença, dando ganho de causa ao SAAE (Agravo de Instrumento 356.273.5/5-00).

PROCEDIMENTO ESTRANHO!

Com a vitória em Brasília, o SAAE ficou em posição extremamente favorável, livre do bloqueio e em condições jurídicas vantajosas para rediscutir com a CAVO, partindo do ZERO. Então o atual Prefeito
decidiu “vender” todos os serviços. Além de fazer a concessão de Esgotos, negociou também o sagrado controle do sistema de ÁGUA.

Não tem fundamento algum a declaração de Antonio Luiz Carvalho Gomes ((Tuíze), ao dizer que a atual administração herdou dívida de quarenta milhões de reais! É dele o ônus da prova!

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

%d blogueiros gostam disto: