Arquivo de Notícias — PCC 1533 — Abril de 2019

imagem antiga de um arquivista

As principais notícias sobre a facção PCC 1533 Primeiro Comando da Capital no mês de abril de 2019.

29 de abril de 2019

Fotomontagem de um insurgente tendo ao fundo recorte de jornais e a frase "A questão social e o corpo político"
Bardos e MCs cantaram e cantarão os feitos dos insurgentes

Facção PCC 1533 como “corpo político”
faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org → Ricard Wagner Rizzi
→ Brasil
→ Conto — Política de Segurança — Organização Criminosa

As ruas estão vivas e se alimentam dos sentimentos comuns difundidos nas conversas, nas rodinhas, nas escolas e nas redes sociais. Cada um que é preso ou morto alimenta ainda mais o imaginário que afeta e fortalece o espírito do grupo.

É interessante como a palavra “afeta” pode transmitir mal seu significado.

Os sentimentos pelos quais passam durante as conversas ou o que veem nas ruas e nas mídias afetam os jovens insurgentes, criando neles um espírito de corpo ilógico, baseado em suas emoções, que passarão a buscar saciar desejos insaciáveis.

22 de abril de 2019

Fotomontagem com um policial militar, o coringa e a frase Respeitável Público
Show é o que a população procura

Segurança pública deve ser um objetivo do governo?
faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org → Ricard Wagner Rizzi
→ Brasil
→ Conto — Crimes Transnacionais — Organização Criminosa

O que almejamos, eu, você e qualquer outra pessoa, é que um bom vendedor nos ofereça esperanças e nos mantenha como se estivéssemos assistindo a um filme de suspense na telinha, nos enchendo de medo e expectativa a cada instante.

15 de abril de 2019

Foto montagem com dois casais se confraternizamo sobre a frase "um agiota na família 1533".
Ele emprestava dinheiro à juros.

Um agiota na Família PCC 1533
faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org → Ricard Wagner Rizzi
→ Brasil
→ Conto — Usos e costumes — Organização Criminosa

Embora a facção Primeiro Comando da Capital proíba agiotagem, há um caso conhecido de um agiota que financiava ações dentro da organização criminosa paulista.

Rícard Wagner Rizzi