Cai um dos centros de distribuição do PCC em Dourados

Aquele momento em que o moleque faz o que não deve.

Casa boa, local tranquilo, ninguém tinha desconfiado daquela residência no Jardim Esplanada em Dourados no Mato Grosso do Sul.

Passa uma viatura da Guarda Civil Municipal e vê um moleque correndo e pulando para dentro. O moleque vazou pelos fundos, mas o prejuízo ficou…

Perderam 300 quilos e tudo mais para a pesagem e distribuição, e se a casa for considerada pela Justiça como entreposto do Primeiro Comando da Capital, até ela e seus proprietários vão rodar. — Hélio Freitas para o Campo Grande News

Autor: Wagner Rizzi

O problema do mundo online, porém, é que aqui, assim como ninguém sabe que você é um cachorro, não dá para sacar se a pessoa do outro lado é do PCC. Na rede, quase nada do que parece, é. Uma senhorinha indefesa pode ser combatente de scammers; seu fã no Facebook pode ser um robô; e, como é o caso da página em questão, um aparente editor de site de facção pode se tratar de Rícard Wagner Rizzi... (site motherboard.vice.com)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: