Anistia para o Comandante Ramiro mentor de Marcola do PCC

Bastou apenas um homem, Maurício Hernàndez Norambuena, o Comandante Ramiro, um chileno que chefiou a Frente Patriótica Manuel Rodrigues e que atualmente se encontra preso na Bolívia, cair na mesma cela que Marcola durante a gestação do Primeiro Comando da Capital para mudar todo o conceito de crime organizado nas Américas ao ensinar o companheiro de cárcere táticas de guerrilha e como montar uma organização coesa com todas as partes autônomas.

O nome Comandante Ramiro, foi incluído na lista de 30 antigos presos políticos que devem ter seu pedido de anistia encaminhada junto com uma lista de presos por crimes graves como incêndio em estabelecimentos comerciais, no Metrô, roubo de farmácia ou incêndio em mulher com um Molotov durante os protestos de 18 de outubro contra a tentativa de golpe na Bolívia. — fonte: Ex-ante

Autor: Wagner Rizzi

O problema do mundo online, porém, é que aqui, assim como ninguém sabe que você é um cachorro, não dá para sacar se a pessoa do outro lado é do PCC. Na rede, quase nada do que parece, é. Uma senhorinha indefesa pode ser combatente de scammers; seu fã no Facebook pode ser um robô; e, como é o caso da página em questão, um aparente editor de site de facção pode se tratar de Rícard Wagner Rizzi... (site motherboard.vice.com)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: