Os Piratas da Fronteira do Primeiro Comando da Capital continuam ativos

Os PCCs denominados “Piratas da Fronteira” usam uniforme. É. Uniforme da Polícia Federal.

O líder é um cabra conhecido como Peu e ataca contrabandistas, traficantes e compristas em um esquema bem organizado — quando param um veículo já sabem de quem é o que tem.

A polícia acreditou ter desmontado a quadrilha quando prendeu seu principal receptador que distribuía o butim no Paraná e São Paulo, mas não.

Os criminosos que pertencem ao Primeiro Comando da Capital atacam até criminosos que não são ligados ao seu núcleo e continuam atuando firmes e fortes próximo a fronteira no Mato Grosso do Sul.

Autor: Wagner Rizzi

O problema do mundo online, porém, é que aqui, assim como ninguém sabe que você é um cachorro, não dá para sacar se a pessoa do outro lado é do PCC. Na rede, quase nada do que parece, é. Uma senhorinha indefesa pode ser combatente de scammers; seu fã no Facebook pode ser um robô; e, como é o caso da página em questão, um aparente editor de site de facção pode se tratar de Rícard Wagner Rizzi... (site motherboard.vice.com)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: