Moçambique continua como entreposto de distribuição da facção PCC

A organização criminosa Primeiro Comando da Capital continua utilizando Moçambique como entreposto para distribuição de seus produtos para quatro continentes: América do Norte, Europa, Oceania e a própria África.

Segundo Nicholas Norbrook editor chefe do Africa Reporta corrupção no governo de Felipe Nyusi impede o combate aos grupos criminosos com influência em sua administração.

A prisão de Fuminho por ação do DEA americano não desmontou o esquema da facção PCC no país — em janeiro de 2021, cinco homens foram presos quando cobravam o pagamento de drogas vindas do Brasil e revendidas na África do Sul no valor de quase 300 mil Dólares.

Autor: Wagner Rizzi

O problema do mundo online, porém, é que aqui, assim como ninguém sabe que você é um cachorro, não dá para sacar se a pessoa do outro lado é do PCC. Na rede, quase nada do que parece, é. Uma senhorinha indefesa pode ser combatente de scammers; seu fã no Facebook pode ser um robô; e, como é o caso da página em questão, um aparente editor de site de facção pode se tratar de Rícard Wagner Rizzi... (site motherboard.vice.com)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: