PCC 1533 — Últimas Notícias

Atualização diária dos mais importantes fatos sobre a organização criminosa paulista e seus aliados.

21 de agosto de 2019

Governo Bolsonaro e o combate ao crime organizado

PCC 1533: Pacote Anticrime, Lei de Abuso de Autoridade e Lei de Armas
Ricard Wagner Rizzi → faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org
→ Brasil
→ Combate ao Crime

As mudanças legislativas propostas permitirão o efetivo combate aos criminosos pelas ilibadas forças policiais nas ruas assim que forem retiradas as amarras que ameaçam os agentes da lei com punições por supostos abuso de autoridade.

O aparelhamento de um sistema carcerário rigoroso e a investigação criminal e financeira são as outras duas bases desse tripé que levarão ao solo as organizações criminosas como a facção paulista Primeiro Comando da Capital, ou não… há quem discorde.

19 de agosto de 2019

Polícia Federal deixa vazar fake news para comprometer o PT

Polícia Federal distribui Fake News vinculando PCC e PT
Paulo Roberto Netto → Estadão
→ Brasil
→ Política

A Polícia Federal vazou documento no qual um suposto membro do Primeiro Comando da Capital afirmava estar afinado com o Partido dos Trabalhadores. Especialistas afirmam que a mensagem não é verdadeira, fica a dúvida: ou a Polícia Federal foi feita de otária ou tentou (e conseguiu) fazer muito otário acreditar.

“… áudios interceptados pela Polícia Federal na Operação Cravada e obtidos pelo ‘Estado’ registraram um integrante da facção afirmando ter “um diálogo cabuloso” com o partido.”

15 de agosto de 2019

Foto de viatura do BOPE em uma comunidade sob o título "CAECO versos PCC e CV".
Operação caça PCCs e CVs em todos os estados

Esquecer os crimes do passado é herança do Regime Militar
Aliny Gama → UOL Notícias
→ Brasil
→ Combate ao Crime Organizado

A reportagem da UOL apresenta o balanço da operação, estado por estado, totalizando mais de 300 mandados de busca e apreensão cumpridos em quase todas as unidades da federação.

12 de agosto de 2019

Foto da pesquisadora Giselle Beiguelman tendo ao fundo cela de carceragem com presos amotinados sob a frase "O memoricidio e o PCC.
O Primeiro Comando da Capital e o memoricídio

Esquecer os crimes do passado é herança do Regime Militar
Ricard Wagner Rizzi → faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org
→ Brasil
→ Sistema Prisional

Me lembrou todas aquelas noites quando a mãe dos meninos voltava para casa contando os horrores que havia ouvido entre as mães e mulheres de prisioneiros que ficavam no entorno da delegacia – quando não eram enxotadas pelos policiais entre pilhérias como cães sarnentos.

Havia preço para tudo: ver o preso fora do dia da visita; deixar o “faxina” ou o carcereiro entrar com alguma coisa; e até mesmo a liberdade podia cantar, mas aí a conversa tinha que ser bem conversada, e não dava para nós.

8 de agosto de 2019

Mapa mundi do tráfico internacional de drogas tendo ao fundo o símbolo da facção PCC Primeiro Comando da Capital.
‘Ndrangheta e PCC o que há de verdade

A ‘Ndrangheta e suas relações com o PCC 1533
Yuri Neves e Monica Betancur → InSight Crime
→ Brasil Paraguai Bolívia
→ Crimes transnacionais

Uma união de conveniência entre a ‘Ndrangheta e o PCC para contrabandear narcóticos do Brasil para a Europa foi consumada. Cada grupo controla um ponto no fluxo de cocaína, o que não representa risco para a contraparte.

Nos últimos anos, o PCC tem trabalhado para dominar redes de entrada ilegal e centros de transporte no Brasil e nos países vizinhos. Essa extensa rede de logística transformou-os no principal aliado criminoso de organizações estrangeiras que procuram tirar cocaína do Brasil.

5 de agosto de 2019

Foto de uma senhora idosa, o governador João Doria tendo ao fundo o mapa da rota de drogas para a África.
A facção PCC e o governador João Doria

A Rota Africana do tráfico de drogas
Ricard Wagner Rizzi → faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org
→ Brasil Paraguai Argentina
→ Crimes transnacionais

No entanto, Carolina Sampó, da Universidade Nacional de La Plata, em seu artigo “Tráfico de cocaína entre a América Latina e a África Ocidental”, explica esse esquema internacional que João Dória com seu sorriso “de sem vergonha” afirma ter quebrado.

E tudo se encaixou: a conversa com a senhora, o massacre de Altamira na guerra pela Rota dos Solimões, a afirmação do governador de São Paulo e a morte do garoto, por isso voltei aqui para te falar um pouco mais sobre a Rota Africana no tráfico internacional.

31 de julho de 2019

O PCC não dominará os presídios argentinos
Pepe Gil Vidal → Podcast CNN em Espanhol
→ Argentina
→ Sistema Prisional

Em entrevista, a ministra de Segurança Nacional da Argentina, Patricia Bullrich, afirmou que o governo está atento para as tentativas do Primeiro Comando da Capital de dominar o sistema prisional daquele país, como o faz em outros territórios sul-americanos.

A ministra afirma que o combate à facção paulista tem se dado no dia a dia, seja construindo um “serviço prisional sério onde as facções não tenham condições de dominar”, ou com o programa de Serviço Cívico Voluntário, que retira das ruas os “nem-nem” (garotos que nem estudam e nem trabalham), que podem se tornar uma fonte inesgotável de mão de obra para as facções criminosas.

Enquanto isso, no Brasil, o governo aposta na capacidade de extermínio feito pela polícia e no encarceramento em massa dos jovens das periferias.

30 de julho de 2019

Mau cheiro, urubus, 16 cabeças cortadas e 41 corpos carbonizados… foi essa a cena que o repórter Fabiano Maisonnave da FolhaPress encontrou enquanto andava entre mulheres, crianças e idosos chorando em desespero.

Dois grupos, no entanto, cantavam vitória:

  • os integrantes das redes sociais bolsonaristas festejavam mais um massacre dentro dos presídios e, ensandecidos, pediam mais cenas como essa. Que Satanás receba pessoalmente a todos estes no inferno; e

Não houve comemorações entre os PCCs, apesar de eles terem avançado em direção à hegemonia criminosa com a morte dos líderes do Comando Vermelho (CV) dentro da instalação prisional no Pará — os parentes dos mortos devem ser respeitados, o que a corja bolsonarista parece não ter percebido.

Se os para os insanos foi uma “grande vitória”, para os garotos do PCC CCA e todas as dezenas de facções aliadas pelos diversos estados e países foi só mais um dia em que se caminhou sobre sangue em direção à Paz, à Justiça, à Liberdade, à Igualdade e à União dentro do sistema.

Sérgio Moro já havia mandado 50 para os presídios federais, e o resultado está aí, não dá mais para esconder. Agora diz que mandará mais 50 e colocará alguns membros da Força Nacional para apoiar as autoridades locais.

Apenas os ensandecidos apoiadores desse desgoverno podem acreditar na eficácia dessa ação que, ao optar pelo uso da “Força de Segurança” e os “Presídios Federais” do garoto mimado que dirige o Ministério da Justiça, não impedirá o que está por vir:

  • cenas de vingança em diversos outros pontos do país por parte do Comando Vermelho e dos seus aliados até que um novo ponto de equilíbrio seja alcançado; ou
  • com PCC CCA garantindo a hegemonia dentro do sistema e eliminando as resistências fora das muralhas, se estabeleça a paz e o fluxo. Nesse caso, os índices de homicídios caem, como aconteceu em São Paulo e outros estados pacificados.

O Primeiro Comando da Capital foi gestado no sangue dos prisioneiros mortos nas décadas de 1980 e 1990 nas superlotadas cadeias públicas, nasceu banhado no sangue de 111 prisioneiros, derramado pela Polícia Militar de São Paulo no Carandiru, e se fortaleceu no sangue de milhares de mortos por inimigos e policiais todos os dias nas comunidades.

Só se lamenta o choro das mães e das crianças dos que morreram em Altamira, mas o certo pelo certo. Um dia haverá Paz, Justiça, Liberdade, Igualdade e União para todos.

29 de julho de 2019

Fotomontagem colocando de um lado em fundo branco um jovem fazendo o símbolo do PCC e de outro em fundo negro Eduardo Bolsonaro
Bolsonaro PCC e a lei antiterrorismo

PCC matou e depois foi lá roubou e queimou o corpo
Ricard Wagner Rizzi → faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org
→ Brasil
→ Combate à facção

A utilização da Lei Antiterrorismo para combater o Primeiro Comando da Capital e as demais organizações criminosas: uma opção na eterna batalha entre as trevas e a luz.

< PCCURTAS >

UOL Notícias — Rio de Janeiro — São Paulo
A garota seria a ligação entre o Primeiro Comando da Capital e o Comando Vermelho levando só esse ano para a Comunidade do Lixão uns 150 kg de pasta base.

Bonito Net— Paraguai
Já foram repatriados 120 brasileiros que estavam prisões paraguaias, ainda faltam 600, mas o governo de lá quer acelerar as transferências depois que houve o massacre de 10 PCCs na penitenciária de San Pedro pelo clã Roleta.

Notícias de Hortolândia — São Paulo
Marcos William Herbas Camacho, o Marcola, e os outros líderes do PCC não serão julgados em Jundiaí. Temendo uma tentativa de resgate o júri foi transferido para a Barra Funda em São Paulo.

Correio do Estado — Mato Grosso do Sul
Bruno tinha dívidas de drogas e foi condenado à morte pelo Tribunal do Crime do PCC… a polícia o salvou… vacilou… morreu na segunda vez que o pegaram. Seu corpo foi achado degolado em Campo Grande.

28 de julho de 2019

Fotos de Gegê do Mangue e Paca sob o texto "PCC: morte na liderança".
O assassinato de Gegê do Mangue e Paca

Detalhes do crime que mudou a estrutura da facção paulista
Flávio Costa e Luís Adorno → UOL Notícias
→ Ceará
→ Organização criminosa

Gegê do Mangue e Paca “não levantavam a bunda de suas cadeiras em suas mansões para irem nas favelas a fim de resolver os problemas da facção” afirma um dos integrantes da equipe que matou os dois PCCs, mas com certeza não foi apenas por isso que eles foram eliminados com tiros nos rostos.

Os repórteres da UOL contam com detalhes e vídeos o passo a passo e as consequências dentro da organização criminosa desse duplo assassinato.

< PCCURTAS >

Correio Independente — São Paulo, Paraná, Pernambuco, Tocantins e Mato Grosso do Sul
Mais de 100 policiais atuaram simultaneamente em cinco estados a Operação Protocolo Fantasma que prendeu o integrante do PCC ponteiro (responsável pela distribuição das armas para os outros estados).

Diário do Nordeste — Ceará
O assassino de PCCs na região de Quixeramobim, o CV Mucuin é preso em Quixadá — a facção paulista oferecia 50 mil reais por sua morte.

Nossa Gente — Espírito Santo
Um membro da facção teria sido julgado e foi levado para ser morto em União da Vitória quando os executores do Tribunal do Crime do PCC foram surpreendidos pela polícia – quatro PCCs foram presos e um morto.

< INSIGTH >

“Os criminosos antes trabalhavam de forma desorganizada e quase individual, não conseguindo, assim, grandes vantagens financeiras, além de que eram facilmente detidos e enjaulados. De repente, perceberam que a força estava no conjunto, na união, na organização dentro e fora dos presídios.”

Luiz Lordello

27 de julho de 2019

Trégua entre PCC e CV

26 de julho de 2019

Queda do índice de homicídios: Estado ou facções
Felipe Betim → El País
→ Brasil
→ Guerra entre facções

Venho recebendo notícias que dão a impressão que o clima entre o Comando Vermelho CV e o Primeiro Comando da Capital PCC não está mais tão quente, mas confesso que ainda não boto fé, mas…

Felipe Betim do El País afirma que o número de homicídios nos primeiros meses desse ano APESAR da administração Bolsonaro. Esse resultado teria tido como uma das causas o interesse econômico das facções que preferiram se alinharem para diminuir o custo da comercialização das drogas:

“Na história da humanidade o mercado promoveu um processo civilizatório. E o mesmo acontece no mundo do crime. Guerra e violência significam custo. Quando você faz acordos e estabelece protocolos, você diminui o custo de todo mundo e o seu lucro tende a aumentar. É algo cada vez mais evidente num mercado mais sofisticado”

Bruno Paes Manso

E enquanto isso, no Planalto no Ministério da Justiça, Sergio Moro empacou com sua proposta anti-crime e a única coisa que o governo fez até o momento foi a liberação da posse de armas.

Foto com Rafaat Toumani e o PCC Galã sob o texto "nem morto Rafaat tem paz".
O corpo de Jorge Rafaat Toumani é queimado

PCC matou e depois foi lá roubou e queimou o corpo
Geisy Garnes → Campo Grande News
→ Paraguai
→ Guerra entre facções

O mega traficante Jorge Rafaat Toumani controlava todo o fluxo de drogas e armas que vinham do Paraguai para o Brasil. O Primeiro Comando da Capital resolveu que chegou a hora de acabar com esse intermediário. Foi matou em um ataque espetacular e depois para não deixar dúvidas voltou roubou o corpo e colocou fogo. Se a emboscada e o assassinato são atribuídos ao PCC Pavão, mandante do vilipendio do cadáver foi o PCC Galã.

25 de julho de 2019

Foto com um homem segurando um facão pronto para dar um golpe e o retrato da vítima sob o texto "cai PCC Arcanjo MS".
PCC Arcanjo teria decaptado o inimigo Surubi

Último PCC envolvido na decapitação em MS é preso
Dayene Paz → Midiamax
→ Mato Grosso do Sul
→ Guerra entre facções

O PCC Mateus dos Santos Alves, o Arcanjo, foi o últimos dos PCCs presos acusados de decapitarem o inimigo da facção Gerson Surubi Arteaga. Eles filmaram a execução que aconteceu em Corumbá há cinco meses.

24 de julho de 2019

Imagem de uma carta de um preso tendo ao fundo uma foto da operação castelinho.
Operação Castelinho, um abate de pessoas planejado

O cagueta de PCCs agora está tomando pau de Aspens
Josmar Jozino → Ponte Jornalismo
→ São Paulo
→ Violência Policial

Todo inferno é pouco para cagueta, mas esse aí terá um lugar especial no inferno. Marcos Massari foi um dos caras que em 2002 levaram os PCCs para uma cilada que levou a morte de doze PCCs e foi um dos estopins que causaram em 2006 os ataques matou pelo menos 50 agentes públicos, que por sua vez chacinaram 500 civis.

Agora o coitado do aliado da Rota está apanhando dos Agentes Penitenciários (ASPEN), Oh! Coitado!

23 de julho de 2019

Imagem de ônibus pegando fogo sob o título "PCC ataca em Poá, vingança ou disputa de mercado?"
Facção PCC ataca ônibus em Poá

Vingança ou disputa pelo transporte clandestino?
José Maria Tomazela → Estadão
→ São Paulo
→ Guerrilha urbana

Invadiram o ônibus quando parou no ponto. Levaram para a quebrada. Colocaram gasolina e querosene no veículo e no motorista, que começou a correr e só parou quilômetros depois…

O que os garotos da facção queriam? Existem duas hipóteses para terem colocado fogo no ônibus em Poá: estariam vingando a morte de um aliado deles na manhã daquele dia ou então essa ação faz parte de um movimento para o domínio do transporte clandestino no município.

22 de julho de 2019

´Fotomontagem com o dinheiro apreendido pela Operação Jiboia e os garotos do tráfico
A realidade é outra da ponte para cá: o conceito de trabalho e dignidade

Biqueira ISO 9000 e seus “colaboradores”
Ricard Wagner Rizzi → faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org
→ São Paulo
→ Métodos, usos e costumes

Pesquisadoras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul afirmam que os garotos do tráfico se consideram trabalhadores, mas como é isso na vida real? Mas como é isso no dia à dia de um traficante?

21 de julho de 2019

Montagem com os símbolos da facção Primeiro Comando da Capital e do grupo terrorista Jezbollah com o mapa da América do Sul ao fundo.
Parceria comercial entre as organizações criminosas

A parceria do Hezbollah e PCC
Gustavo Sierra → Nota 22
→ Argentina
→ Crimes transnacionais

Entre as alegações apresentadas para o governo argentino considerare a organização criminosa Hezbollah como terrorista está a parceria comercial que esse grupo mantém com o Primeiro Comando da Capital.

O Hezbollah levanta milhões de dólares, lava o dinheiro nos cassinos de Puerto Iguazú e protege e divide negócios com o Primeiro Comando da Capital que faz chegar carregamento de drogas pelo rio Paraná para embarcá-los em meio a soja nos portos em torno de Rosario para a Europa e Oriente Médio.

20 de julho de 2019

Cópia de um trecho do processo no qual os movimentos sociais de ocupação urbana estariam vinculadas à facção PCC..

MP acusa movimentos sociais de associação à facção PCC
Arthur Stabile, Maria Teresa Cruz e Paloma Vasconcelos → Ponte Jornalismo
→ São Paulo
→ Movimentos Sociais

Líderes das ocupações do centro de São Paulo foram denunciados pelo Promotor de Justiça Cassio Roberto Conserino, entre outras coisas, pelo envolvimento com a facção Primeiro Comando da Capital que atuaria na segurança dos locais e garantiam as manutenção das lideranças nas eleições.

19 de julho de 2019

Arte com o mapa mundi com as rotas de transporte de drogas sob o título "A rota da cocaína, o Brasil e o PCC estão no caminho".
A facção PCC e a rota da cocaína

Metade da cocaína que entra no Brasil é exportada
Opinião → Sputnik Brasil
→ Paraguai
→ Crimes transnacionais — Tráfico internacional

Novas informações sobre a ligação entre a organização criminosa brasileira Primeiro Comando da Capital e a máfia italiana ‘Ndrangheta é comentada pela Sputnik, que lembra que essa relação entre os dois grupos já existe há mais de duas décadas. Essa parceria não traz insegurança a população brasileira pois as drogas apenas passam pelo país com destino ao portos que os levarão para a África e a Europa.

18 de julho de 2019

Fotomontagem com a Hilux onde foi morto o Alemão Elker e o mapa da região do assassinato sob o texto "facção paraguaia mata PCC no Brasil".
O assassinato do PCC Emanuel Dias Ecker

Facção paraguaia entra no Brasil para matar PCC
Thatiana Melo → Midiamax
→ Paraguai → Mato Grosso do Sul
→ Crimes transnacionais — Guerra entre facções

A facção “Clã Alderete” teria sido a executora do PCC Alemão Elker (Emanuel Dias Ecker), morto em Paranhos no Mato Grosso do Sul. Ele seria uma das lideranças do Primeiro Comando da Capital e estaria a frente das ações da organização brasileira aos recentes ataques ao grupo paraguaio, no entanto não se descarta ainda outras possibilidades como a participação de agentes públicos envolvidos em corrupção ou briga interna do PCC.

17 de julho de 2019

Grande Dia!
Grande vitória! Dezenas de ações que estão correndo contra a cúpula do Primeiro Comando da Capital e seus principais operadores em todo o país terão que ser trancadas e até arquivadas, dependendo do caso.

O senador Flávio Bolsonaro conseguiu barrar na Justiça as ações que tiveram como base relatórios do COAF sobre movimentações financeiras:

“O PCC deve estar comemorando a decisão de Toffoli. O Coaf identificou movimentação de R$ 63 milhões, de novembro de 2005 a julho de 2007, 686 contas bancárias pertencentes a 748 pessos e empresas ligadas ao PCC.” — procurador Helio Telho

É importante que as defesas de cada um dos irmãos ou aliados que estejam respondendo processos que se encaixem nessa modalidade que procurem a defesa pois o efeito não é automático.
Terroristas do Hezbollah têm ligação com o tráfico do Rio? Investigadores conseguiram junto ao Coaf a listagem de nomes que realizaram transações financeiras com envolvido e o Coaf passou 30 mil pessoas, mas agora tá amarrado. Valeu Flávio Bolsonaro!

10 de maio de 2019

Não procede o “salve” para matar policiais.

Está circulando em grupos sociais a notícia que o Primeiro Comando da Capital emitiu um “salve” para matar policiais da ROTA, contendo um vídeo de um suposto membro da facção que confessa e conta o procedimento.

O PCC afirma em vídeo que circula em suas redes sociais que não ordenou e não tinha nada contra o policial morto na porta de sua casa. Afirma que o proceder desse policial era correto e cumpridor de seus deveres, afirma também que ele deve ter sido morto por outros policiais que não correm pelo certo como queima de arquivo, mas alerta que o aumento das injustiças e covardias que estão acontecendo poderá vir a ter resposta.

No vídeo também vincula um deputado estadual de estar tentando levar a tropa a um clima de guerra contra o PCC, levando o terror e mortes à periferia.

Ainda há um trecho em que a facção Primeiro Comando da Capital reafirma que não compactua com a morte de policiais que não estejam agindo na covardia.

Apela ainda para que as autoridades ao invés de buscar audiência com a chamada “Operação Abate” trate de colocar em prática a: Operação Saúde, Operação Educação e Operação Justiça Social.

O Primeiro Comando da Capital também afirma no vídeo que não deixará que grupos políticos transformem São Paulo em uma praça de abate como se transformou o Rio de Janeiro.

Afirma ainda que aqueles que devem dar a resposta dentro da facção ainda não decidiram qual a resposta que será dada e se será.

A mensagem termina desejando a todos “Paz, Justiça, Liberdade, Igualdade e União” a todos sem exceção.

5 de maio de 2019

Fotomontagem com a derrubada do muro de Berlim e uma revolta em um presídio brasileiro. Acima a frase: Laços de Sangue.
O neoliberalismo e a facção PCC 1533

Laços de Sangue, o neoliberalismo e a facção PCC 1533
faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org → Ricard Wagner Rizzi
→ Brasil
→ Crismes Transnacionais — Política de Segurança — Organização Criminosa

No Brasil, o presidente Fernando Collor de Mello abriu os portos para as nações amigas, permitindo a importação de produtos e derrubando taxas de importação. Com uma maior concorrência externa, os preços despencaram com o aumento da oferta e não houve mais desabastecimento nas biqueiras.

Em um mercado mais competitivo, os produtos ilícitos, como as drogas e as armas, que antes eram trazidos por muambeiros, passaram a chegar através de uma cadeia de distribuição gerida por grupos com expertise em comércio internacional:

“E a América Latina, e em especial o Brasil, passaram a possuir filiais dos mais organizados e violentos grupos criminosos do mundo. Ndrangheta (Máfia da região da Calábria, Itália), Sacra Corona Unita (também italiana, do leste), BGang (paquistano norueguesa), além das máfias russas, que expandiram seus negócios além fronteiras, negociando agora, também, com produtores e distribuidores latinos.”

29 de abril de 2019

Fotomontagem de um insurgente tendo ao fundo recorte de jornais e a frase "A questão social e o corpo político"
Bardos e MCs cantaram e cantarão os feitos dos insurgentes

Facção PCC 1533 como “corpo político”
faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org → Ricard Wagner Rizzi
→ Brasil
→ Conto — Política de Segurança — Organização Criminosa

As ruas estão vivas e se alimentam dos sentimentos comuns difundidos nas conversas, nas rodinhas, nas escolas e nas redes sociais. Cada um que é preso ou morto alimenta ainda mais o imaginário que afeta e fortalece o espírito do grupo.

É interessante como a palavra “afeta” pode transmitir mal seu significado.

Os sentimentos pelos quais passam durante as conversas ou o que veem nas ruas e nas mídias afetam os jovens insurgentes, criando neles um espírito de corpo ilógico, baseado em suas emoções, que passarão a buscar saciar desejos insaciáveis.

22 de abril de 2019

Fotomontagem com um policial militar, o coringa e a frase Respeitável Público
Show é o que a população procura

Segurança pública deve ser um objetivo do governo?
faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org → Ricard Wagner Rizzi
→ Brasil
→ Conto — Crimes Transnacionais — Organização Criminosa

O que almejamos, eu, você e qualquer outra pessoa, é que um bom vendedor nos ofereça esperanças e nos mantenha como se estivéssemos assistindo a um filme de suspense na telinha, nos enchendo de medo e expectativa a cada instante.

15 de abril de 2019

Foto montagem com dois casais se confraternizamo sobre a frase "um agiota na família 1533".
Ele emprestava dinheiro à juros.

Um agiota na Família PCC 1533
faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org → Ricard Wagner Rizzi
→ Brasil
→ Conto — Usos e costumes — Organização Criminosa

Embora a facção Primeiro Comando da Capital proíba agiotagem, há um caso conhecido de um agiota que financiava ações dentro da organização criminosa paulista.

25 de março de 2019

Fotomontagem com Diorgeres de Assis Victório e a rebelião no Carandiru com uma faixa escrita "PCC Paz Justiça".
A política e os Aspens você viveria no inferno

Depressão: opressão do sistema carcerário em seus agentes
faccaopcc1533primeirocomandodacapital.org → Ricard Wagner Rizzi
→ Brasil
→ Sistema Prisional — Política de Segurança

A opressão no ambiente carcerário como fator necessário para o sucesso de uma política de segurança pública, as pesquisadoras Oriana Hadler e Neuza Maria de Fátima Guareschi, ao contrário de mim, de você e do capitão Jair, não acreditam que aqueles trabalhadores e apenados padecem por conta de suas escolhas, mas pelo resultado de uma desumana equação política.

8 de março de 2019

Arte com foto do líder criminoso Thiago Ximenes sobre a imagem de um twitter do presidente do Paraguai Marito Abdo.
Marito Abdo twitta prisão do PCC Matrix

PCC Matrix é capturado e o presidente elogia a polícia
RDN Resumen de Noticias → Redação
→ Paraguai
→ Combate à facção — Política de Segurança

Dois presidentes twittam:

Um deles elogia publicamente a equipe policial que capturarou, após um cerco exemplar, o mais perigoso integrante do Primeiro Comando da Capital:

“Felicitações à Polícia Nacional pela detenção e recaptura de um dos principais chefes da organização PCC, Thiago Ximenes, o Matrix em operação na Villa Ygatimi, Canindeyú. Mais um passo em nossa luta pela segurança do país.”

Marito Abdo @MaritoAbdo

O outro presidente twitta afirmando que ouviu alguém da Polícia Federal dizendo que o PCC teria interesse em que ele morresse, então quem sabe, não houvessem abandonado a ideia do atentado à bomba e tivessem mandado uma pessoa com problemas mentais armado com uma faca?
— agora o Sergio Moro vai ter que conseguir apresentar algum indício nesse sentido ou perigas levar outra invertida pública.

Um desses dois presidentes também postou um vídeo com um cara mijando e outro enfiando o dedo no ânus. Você conseguiria dizer qual dos dois foi o responsável por essa postagem?

Deus nos proteja, mas acima de todos nós, que proteja Sucupira e ao nosso Brasil.

7 de março de 2019

Arte sobre foto de integrantes do Primeiro Comando da Capital tendo ao fundo o símbolo da Justiça fundida ao da facção PCC 1533.
AOperação Osíris captura integrantes da fação PCC 1533

Aqueles que julgavam, agora serão julgados
Correio do Estado → Renan Nucci
→ Mato Grosso do Sul
→ Combate à facção — Tribunal do Crime

Todos eles já são conhecidos há muito dos órgãos policiais, mas conseguiam escapar de um jeito ou de outro, mas um homem que estava sendo guardado por eles, a espera do julgamento pelo Tribunal do Crime consegui escapar e acionar a polícia.

Esse erro derrubou a célula do Tribunal do Crime da cidade de Naviraí, compostas pelos PCCs Rodrigo Mariano da Costa, Igor Felipe Jara Canuto de Souza, Samuel de Oliveira da Cruz, e Christiano Moraes dos Santos.

5 de março de 2019

Morre o PCC Reinaldo de Araúo no Paraguai

Polícia paraguaia caça e mata integrante do PCC
RDN Resumen de Noticias→ Redação
→ Paraguai
→ Combate à facção

O cerco aos PCCs foi feito na Villa de Ygatimí em Canindeyú, onde Reinaldo de Araújo que é um dos integrantes da quadrilha liderada por Thiago Ximenes, o PCC Matrix, acabou sendo morto após confronto com a polícia.

Arte sobre foto do fiscal Hugo Volpe   tendo ao fundo um mapa estilizado da região da tríplice fronteira.
Fiscal Hugo Volpe PCC e guerra pelo domínio

Ações dos governos brasileiro e paraguaios desarticulam PCC
Ponta Porã News → Redação
→ Paraguai
→ Guerra entre facções

As transferências de líderes da facção Primeiro Comando da Capital para presídios federais, somados a prisão no Brasil de Sergio de Arruda Quintilano Neto, o PCC Minotauro, colocam em risco o equilíbrio de forças na região da fronteira.

O Comando Vermelho (CV) entre outros grupos, também poderão tentar conquistar rotas de tráfico de drogas e armas que estavam sob o controle do PCC, e a disputa poderá ser sangrenta.

4 de março de 2019

Polícia paulista apreende mineradora de bitcoins

Líder do PCC no Alagoas é preso em Pedro Juan Caballero
CriptoNoticias → Genny Diaz
→ São Paulo
→ Lavagem de dinheiro

Alguém falou para para a polícia que o Primeiro Comando da Capital estaria lavando dinheiro através da mineração de bitcoins em equipamentos instalados em uma casa…

A polícia foi lá e encontrou os tais equipamentos e ficou bonito na foto e nas manchetes dos jornais:

“O crime migrou, ele sofisticou. É um crime bem organizado, bem complexo. Na verdade ele transformou o dinheiro ilícito de tráficos e roubos em bitcoin.”

cb PM Samuel

Só que talvez não seja bem assim, alguns detalhes colocam em dúvida esse sofisticado sistema de lavagem de dinheiro atribuído ao Primeiro Comando da Capital:

  • o imóvel não teria energia suficiente para alimentar os 20 equipamentos apreendidos;
  • se funcionando, conforme estavam na foto apresentada pela polícia, eles se queimariam pelo calor gerado; e
  • o modelo do equipamento (Whatsminers M3) está obsoleto e não presta mais para essa finalidade.

“Os policiais teriam declarado que “eles (os criminosos) injetam o dinheiro na máquina, compram o Bitcoin e o armazenam”. Esta declaração deixaria em evidência a ignorância de como funciona um equipamento de mineração, que não recebe contas como um caixa eletrônico faria.”

Genny Diaz

28 de fevereiro de 2019

Raphael Costa Sampaio, o Oakley é recapturado

Líder do PCC no Alagoas é preso em Pedro Juan Caballero
UltimaHora → Redação
→ Paraguai — Alagoas
→ Combate à facção

Raphael Costa Sampaio fugiu há anos de uma penitenciária paulista, seguiu para Alagoas onde liderou um núcleo da facção até que em 2016, uma investigação policial conseguiu prender toda a liderança da organização criminosa naquele estado…

“toda” a liderança? Não. Raphael, o PCC Oaklei, que era responsável pelos armamentos da facção conseguiu escapar, pelo menos o último dia 25, quando foi preso na província de Amambay.

Agora como todo bom filho, a casa está voltando. As autoridades paraguaias providenciaram sua deportação e foi entregue hoje para as autoridades brasileiras.

25 de fevereiro de 2019

Diorgenes Victorio e as lições do passado

Políticas criminais e penitenciárias de amadores
Portal Sifuspesp → Diorgeres de Assis Victorio
→ Brasil
→ Sistema Prisional

Diorgeres é alguém que conhece como poucos o sistema prisional brasileiro, ele viveu parte de sua vida nos corredores dos presídios antes de seguir para a vida acadêmica.

Nesse artigo ele analisa os efeitos práticos da transferência dos líderes do Primeiro Comando da Capital para os presídios federais e outras alterações que constam na proposta do Ministro Sérgio Moro e são defendidas por governadores que pensam mais no palanque que na segurança pública (tipo: homicídios aumentam no primeiro mês de João Dória).

Assim como o penitenciarista, quem conhece a mente criminal sabe que é inútil endurecer penas e dificultar os benefícios como a progressão de regime como forma de intimidação não tem a menor possibilidade de influir no modo de pensar e agir dos criminosos.

Mas será possível que quase treze anos após a declaração de sua inconstitucionalidade, o Estado vai querer entupir ainda mais as cadeias, fazendo com que essas pessoas que cometeram crimes hediondos permaneçam mais tempo cumprindo penas no regime fechado? Se anteriormente essa política criminal legislativa não conseguiu inibir o crime, por que agora esses criminosos iriam temer a tal mudança na lei? […] essa “técnica legislativa penal” de endurecer com quem já foi muitas vezes endurecido […] a história já nos mostrou que não funciona. Fico indignado com essas políticas criminais e penitenciárias de amadores.

O Primeiro Comando da Capital surgiu graças a um sistema prisional dirigido por políticos e funcionários públicos que fizeram de nossas prisões, masmorras, nos quais os mais duros criminosos, “acostumados om essa vida de mortes, de torturas, de injustiças, covardias e etc, pois sempre viveram nesse ambiente”, assumissem o controle da massa carcerária em busca inicialmente de uma maior justiça carcerária.

O especialista analisa ponto a ponto as propostas e trás uma retrospectiva de como foi no passado, como está agora, e aonde chegaremos se nossa sociedade continuar a seguir pelos caminhos traçados por essa nova administração.

Ele ironiza várias decisões estapafúrdias tomadas nos últimos dias…

Observando as informações sobre as transferências, verifiquei que o Marcolinha (irmão do Marcola) teria sido transferido para a Papuda. “Mas será o Benedito” que transferiram ele para o local que anteriormente seu irmão teria fundado uma filial do PCC em uma das políticas criminógenas do Estado de SP? Por mais absurdo que seja isso, infelizmente é outra verdade. Na transferência do “Marcolinha” (irmão do Marcola) o transferiram para Brasília, mesmo local onde seu irmão (graças ao Estado de SP) fundou o PLD…

Washington Examiner pede pena capital para PCCs

Membros de facções devem ser executados, afirma jornal americano
Washington Examiner → James N. Iredale
→ Estados Unidos da América
→ Combate a facção

As facções criminosas como o Primeiro Comando da Capital (PCC), o Mara Salvatrucha 13 (MS-13) e o Barrio 18, deveriam ser penalizados como se tivessem tentando tomar o poder.

As facções criminosas tentam controlar territórios e impor suas leis, colocando em risco o Estado Constituído e portanto deveriam responder não como criminosos comuns, mas como terroristas que atentam contra a segurança nacional.

… tornar-se membro de um cartel de drogas, gangues ou outra organização com esse grau de violência, deve ser tratado como um crime capital, pois é uma traição contra o Estado e devem enfrentar a pena de morte.

James N. Iredale

20 de fevereiro de 2019

Facção PCC 1533 e o cartel italiano ‘ndrangheta

Há mais de duas décadas o PCC e a ‘ndrangheta atuam juntas
Il Dispaccio → Redação
→ Itália — Colômbia — Brasil
→ Tráfico internacional

O artigo do periódico italiano traça o caminho da droga da Colômbia à Europa e à Africa, e cita a antiga aliança da facção brasileira Primeiro Comando da Capital e o cartel italiano ‘ndrangheta:

Uma investigação histórica do Ministério Público de Milão, chamada ‘Fortaleza’, demonstra que, no início dos anos 90, Rocco Morabito, conhecido como U’Tamunga, organizou o transporte de centenas de quilos de cocaína do Brasil para a Europa. Para ajudá-lo, o jordaniano Waleed Issa Khamays, uma peça importante no tabuleiro de xadrez do narcotráfico, facilitou o contato direto com o mais poderoso grupo criminoso do Brasil, o Primeiro Comando Capital. Desde a década de 90 até hoje, Khamays nunca interrompeu as relações com a ‘ndrangheta.

Ladrão que rouba ladrão tem mil anos de perdão, ou não.

Ganha um pirulito quem achar onde estão os veículos
abc Color → Redação
→ Paraguai
→ Corrupção policial

“Juro que deixei o carro estacionado aqui!” essa frase que costuma acompanhar pessoas cujo carro não está mais onde deixou, ou por ter estacionado em outro lugar, ou por ter sido levado por criminosos, foi dita (penso eu) pelor um dos policiais responsáveis pela guarda
dos  veículos apreendidos do PCC Minotauro (Sergio de Arruda Quintiliano).

Os seis agentes que ficaram responsáveis pela guarda do galpão não convenceram quando apresentaram um cadeado estourado, um sorriso amarelo e a desculpa que pediram para os superiores licença para saírem de vez em quando do lugar.

O próprio ministro do interior veio a público para dizer que ninguém vai colocar panos quentes em casos de corrupção policial:

Eu tenho que trabalhar com um policiais muito bons e com outros corruptos. E ninguém pode negar esses extremos. E aqui não é sobre confiança, é sobre todo mundo ter que se ajustar o seu comportamento ao que as regras estabelecem. E aqueles que não querem ajustar seu comportamento, têm suas portas abertas para deixar a polícia. E quem acredita que pode ter qualquer comportamento dentro da polícia, então tem que se submeter às regras porque, caso contrário, ele será processado.


Juan Ernesto Villamayor
PCC fica sem liderança após transferência de líderes

Como fica a liderança do PCC e haverá retaliação?
BBC News – Leandro Machado e Luíza Franco
→ São Paulo
→ Sistema Prisional — Organização Criminosa — Segurança Pública

Após a transferência dos líderes da facção Primeiro Comando da Capital, os integrantes da facção nas ruas e dentro dos presídios não conseguiram executar os ataques que estavam previstos.

A ação rápida e articulada das autoridades federais e estaduais de diversos estados, mobilizou dezenas milhares policiais, agentes penitenciários, militares e membros da Justiça e do Ministério Público, e com isso impediu que algum “salve” pudesse ser distribuído para desencadear uma reação dos criminosos.

O promotor de Justiça Lincoln Gakyia(MP-SP), em outras palavras, disse que seguirá o conselho de Sérgio Moro e vai seguir a trilha do dinheiro, tal qual o atual ministro da Justiça fazia quando em Curitiba atuava como juiz (e diferentemente do que faz hoje, quando se cala quando o governo encobre as pistas deixadas pela grana apenas por parentes de políticos).

Apesar de não descartar a possibilidade de ocorrer uma nova onda de ataques como houve em 2006, ele afirma que a ação precisa das forças oficiais quebraram a cadeia de comando da facção paulista impedindo uma resposta.

Ao mesmo tempo em que se transferiam os líderes da facção para os presídios federais, os presídios do estado de São Paulo passavam por revistas e havia transferência de lideranças do segundo escalão entre os próprios presídios estaduais, apenas para desorganizar os núcleos de comando.

Além disso, o promotor paulista afirma que faz tempo que a liderança de Marcola e seu grupo é contestada por membros da facção que estão em liberdade, mas que estes nunca tiveram força para se contrapor a hierarquia da Família 1533, e essa ação do poder público deixou o caminho aberto.

O Primeiro Comando da Capital ainda não é uma organização mafiosa pois não sabe como fazer a lavagem de seu dinheiro, e essa quebra de sua hierarquia enterra de vez a possibilidade de se tornar um cartel internacional

Não é a primeira vez que o promotor de Justiça Lincoln Gakiya vem a público para anunciar que cortou a cabeça da Hidra de Lerna, deixando a facção sem liderança, mas dessa vez, houve uma vitória inegável.

Segundo ele, o governo tem que diminuir a população carcerária ou aumentar o número de vagas para assim retomar o controle do Sistema Prisional que hoje é uma porta de entrada para o crime organizado, se não o fizer, não a situação tenderá voltar a estaca zero.

A desarticulação da cúpula do PCC podo ter em um primeiro momento um efeito colateral…

A liderança enfraquecida terá que disputar o poder dentro e fora das muralhas, com milhares de pequenas lideranças sem estrutura aterrorizando bairros periféricos, que hoje já estão pacificados, e várias regiões seguirão o destino dos morros cariocas, com grupos de milicianos e criminosos disputando o tráfico.

… como no passado, Gakyia pode estar errado e a facção continuar a funcionar novamente sem grandes transtornos, ou talvez tenha tido sucesso. O resultado será visto dentro dos presídios e nas ruas.

A ação rápida e articulada das autoridades federais e estaduais de diversos estados que mobilizou dezenas milhares policiais, militares, agentes penitenciários e membros da Justiça e das Promotorias, impediu que algum “salve” pudesse ser distribuído.

Não é a primeira vez que o promotor de Justiça Lincoln Gakiya vem a público para anunciar que cortou a cabeça da Hidra de Lerna, deixando a facção sem liderança, mas dessa vez, houve uma vitória inegável.

Lincoln em outras palavras disse que seguirá o conselho de Sérgio Moro e vai seguir a trilha do dinheiro, tal qual aquele fazia quando estava em Curitiba e diferentemente do que faz hoje, quando se cala quando o governo tenta encobrir as pistas deixadas (apenas por parentes de políticos).

Apesar de não descartar ainda uma nova onda de ataques como houve em 2006, ele afirma que a ação precisa das forças oficiais quebraram a cadeia de comando da facção paulista impedindo uma resposta.

O sucesso da operação de neutralização da resposta foi possível por que ao mesmo tempo em que se transferiam os líderes da facção todos os principais presídios sofriam intervenção com transferência de lideranças do segundo escalão.

Segundo o promotor paulista, faz tempo que a liderança de Marcola e seu grupo já é contestado por membros da facção que estão em liberdade, mas não nunca tiveram força para se contrapor a hierarquia da Família 1533.

Agora, no entanto, o caminho está aberto, e esses grupos devem colocar as mangas de fora e reivindicar a liderança da facção ou talvez se desvinculem do grupo criando estruturas paralelas.

O Primeiro Comando da Capital ainda não era uma organização mafiosa pois não sabia como fazer a lavagem de seu dinheiro, mas caminhava para chegar a esse nível, tornando-se assim, possivelmente um cartel internacional.

Se o governo tem que, segundo ele, diminuir a população carcerária ou aumentar o número de vagas para assim retomar o controle do Sistema Prisional que hoje é uma porta de entrada para o crime organizado.

No entanto, as ações do poder público e do próprio promotor de Justiça podem ter em um primeiro momento um efeito colateral…

Eu não consigo entender como que o Estado tem a “cara de pau” de se vangloriar com essas transferências, nos tentando induzir a erro fazendo-nos acreditar que isso nunca teria acontecido na vida de membros do PCC e que essas transferências seriam capazes de surtir algum grande efeito. Se o leitor verificar com atenção as datas verificará que os mesmos ficaram distantes anos do Estado de SP e que na verdade isso só lhes trouxe mais poder junto aos presos e a própria organização.

penitenciarista Diorgeres de Assis Victorio

19 de fevereiro de 2019

Marcola transferido para presídio federal em Rondônia

Dúvidas sobre a escolha sobre a nova morada de Marcola
UOL notícias – Aiuri Rebelo, Luís Adorno e Flávio Costa
→ Rondônia
→ Sistema Prisional — Organização Criminosa

Muitos acreditavam que o governo evitaria enviar Marcos Willians Hebas Camacho, o Marcola do PCC, para um dos presídios federais próximos à fronteira, mas foi exatamente isso que aconteceu.

O líder da facção Primeiro Comando da Capital já tem um novo endereço para correspondência, é Presídio Federal de Rondônia, localizado na Rodovia BR 364 Km 44, no Sítio Boa Esperança em Porto Velho, a apenas 160 quilômetros da fronteira com a Bolívia.

A penitenciária de segurança máxima em Porto Velho fica afastada da cidade em área de mata densa. Do lado de fora do presídio, é possível ver que o Exército montou diversos postos de controle de veículos, com obstáculos na pista, e até ninhos de metralhadora calibre .50, de alto poder de destruição, protegidos com sacos de areia.

Além de reforçar o entorno do presídio, o exército também deslocou tropas para fronteira, pois teme-se que a organização criminosa monte uma força tarefa fora do país para fazer o resgate do líder faccioso.

17 de fevereiro de 2019

Brasília teme consequências da transferência de líderes do PCC

PCCs de casa nova – uma nova teia se tece
Metrópoles – Mirelle Pinheiro e Carlos Carone
→ Brasília
→ Sistema Prisional — Organização Criminosa

A mega transferência de líderes do Primeiro Comando da Capital levou à Brasília pelo menos três integrantes, entre eles o irmão de Marcola: Alejandro Juvenal Herbas Camacho Júnior, o Marcolinha; Antônio José Müller, o Granada; e Reinaldo Teixeira dos Santos, conhecido como Funchal ou Tio Sam – não se tem confirmação de outros nomes os outros.

Autoridades policiais brasilienses acreditam que há a possibilidade de criação de núcleos da facção no entorno e confirmam que existem pelo menos quatro áreas que já foram sondadas pelos facciosos para montar suas bases próximas ao presídio federal.

A reportagem do Metrópoles, além de apontar a presença de nuvens no horizonte, faz um retrospecto da organização Primeiro Comando da Capital em Brasília, as ações do poder público que tentaram, até agora em vão, deter o fortalecimento da facção.

Em 2001 com a transferência do líder do PCC para Brasília…

No curto período em que esteve na Papuda, Marcola criou um braço do PCC chamado pelos criminosos de Partido Liberdade e Direito (PLD). Investigadores identificaram que a facção havia sido criada nos mesmo moldes da organização paulista, inclusive em relação às regras contidas em seu estatuto.

Em 2019 com a transferência de líderes do PCC para Brasília…

15 de fevereiro de 2019

Encontrando os amigos no Mc Donald’s

A subcultura criminal do PCC 1533 na prática existe?
site Facção PCC 1533 Primeiro Comando da Capital . org
→ São Paulo
→ Ciências Sociais — Usos e costumes

Moleque que mora na quebrada só conhece a bota do Estado, que quando chega na sua comunidade é para se impor pela força ou extorquir os garotos e os gerentes do corre.

(…) a teoria sociológica da Subcultura criminal (…) identifica seus seguidores como indivíduos que, por não atingirem as metas culturais (poder, riqueza, status social etc), através dos meios institucionalizados (escola, trabalho etc) disponíveis, rompem com o sistema como uma espécie de frustração e acabam por ter a sociedade e o Estado como inimigos, opressores e, consequentemente, corruptos.

Essa garotada entende a linguagem usada na confecção do Estatuto do PCC e do Dicionário do PCC e se identifica com o personagem criado e com os ideias apontados pelos seus idealizadores.

14 de fevereiro de 2019

Transferência de presos no Paraguai

Paraguai manda os integrantes do PCC para Tacumbú
abc Color → Redação
→ Paraguai
→ Sistema Prisional

Os integrantes da facção Primeiro Comando da Capital presos no Paraguai, Valdecir Gonçalves, Ozzil Rizzo De Sá e Sergio Antúnez, foram transferidos para penitenciária de Tacumbú, a mais segura do país.

13 de fevereiro de 2019

A transferência de Marcola e o fim da pacificação

Marcola é transferido para um presídio federal
site Facção PCC 1533 Primeiro Comando da Capital . org
→ São Paulo
→ Sistema Prisional — Organização Criminosa — Segurança Pública

Transferir Marcola para um presídio federal é uma aposta do governador João Dória que tem poucas chances de não lhe ser vantajosa politicamente, se houver reação por parte dos facciosos ele ganhará com o aumento do medo da população que reforçará sua estratégia de combate rígido às organizações criminosas, por outro lado, se não houver uma reação dos criminosos, ele terá demonstrado que venceu a facção criminosa ao enfrentá-la de frente, o que os seus antecessores não tiveram coragem ou falta de senso de fazer.

Para a penitenciária de Brasílias seguiram Alejandro Juvenal Herbas Camacho Júnior, o Marcolinha, irmão de Marcola; Antônio José Müller, o Granada; e Reinaldo Teixeira dos Santos, conhecido como Funchal ou Tio Sam, os outros ainda não se tem confirmação.

Arte com o rosto do repórter Rogério Pagnan e do criminoso Marcola do PCC
Rogério Pagnan e Marco Willians Herbas Camacho

Do “Marco Cheira de Cola” ao “Marcola do PCC”
Folha de São Paulo → Rogério Pagnan
→ São Paulo
→ Organização Criminosa

Marcola começou como garoto zica na região do Cambuci no centro de São Paulo, onde batia carteiras para cheirar cola, daí seu apelido de “Marco Cheira Cola”. Passou quase toda a sua vida dentro do Sistema Penal brasileiro: quando menor de idade na antiga FEBEM e quando maior por vários presídios estaduais, até ser agora transferido para um presídio federal.

Apesar de não estar no time de futebol que deu origem a facção e ter tido uma participação pífia naquele momento histórico, ele era amigo de sangue de Cesinha, um dos pais fundadores da facção e integrante da agremiação futebolística, de onde se conclui que tenha sido um dos elaboradores do núcleo inicial.

Pessoas que tiveram contato com Marcola o descrevem como carismático e inteligente, alguém que leu vorazmente, no cárcere, “A Arte da Guerra”, do filósofo chinês Sun Tzu, e obras do poeta italiano Dante Alighieri. Não costuma falar palavrão e é considerado vaidoso —por isso também tem o apelido de Playboy e Bonitão.

Rogério Pagnan
Sistema prisional Argentina caminha para o colapso

As prisões federais argentina caminham para o colapso
InSight Crime → Parker Asmann
→ Argentina
→ Sistema Prisional

A facção brasileira Primeiro Comando da Capital estaria utilizando como base de distribuição de drogas as províncias argentinas de Misiones e Corrientes.

O aumento das apreensões de maconha em 2018 não refletem uma maior capacidade do Estado em combater o tráfico, e sim a expansão das atividades dos grupos criminosos na região.

A política de encarceramento está levando ao colapso o sistema prisional federal argentino, que na região está trabalhando no limite de sua lotação, caminho que parece que será seguido agora pelo Brasil com a federalização se seus criminosos de organizações criminosas.

Análise do Pacote de Segurança de Sérgio Moro

Análise das propostas de Sérgio Moro para a Segurança Pública
RT actualidad → Luna Gámez
→ Brasil
→ Direito Penal — Política de Segurança Pública — Direitos Humanos

Sob o argumento que o Primeiro Comando da Capital e o Comando Vermelho, entre outras organizações criminosas, devem ser controladas, o Ministro Sérgio Moro está propondo uma série de medidas para seu efetivo combate.

Entre os argumentos prós e contras, a repórter Luna Gámez destaca quem de fato ganha e quem perderá nessa queda de braço, assim como aponta os acertos, falhas e até contradições da proposta:

Entre outras propostas, o Ministro da Justiça propõe para endurecer as penas para porte de armas ilegalmente, que, enquanto seria um passo lógico contra o crime, apresenta uma incoerência política após Bolsonaro ratificado em 15 de janeiro um decreto para facilitar acesso às armas, uma das principais promessas de sua campanha.

Luna Gámez

11 de fevereiro de 2019

FDN perde uma tonelada de drogas na Colômbia

FDN busca rota alternativa ao Solimões
El Espectador → Elaboração Judicial
→ Amazonas — Colômbia — Venezuela
→ Guerra entre facções — Crimes transnacionais — Tráfico de drogas

Com a apreensão de uma tonelada de maconha em Bogotá da facção Família do Norte (FDN), as autoridades colombianas divulgaram o resultado de suas investigações desvendando uma nova rota de entrada de drogas pelo norte do Brasil passando pela Venezuela .

O esquema foi descoberto quase por acaso. Os FDNs entraram como turistas para visitar a feira de Cali, mas chamaram a atenção por “sua aparência de gângster”: se hospedarem em hotel de alto luxo e contratar prostitutas.

Segundo o que foi apurado pelas autoridades, Gelson Carnaúba (Mano G) da FDN teria enviado os três integrantes ao departamento de Cauca para negociar uma nova rota permanente de drogas que partiriam da da Zona Sul de Bogotá para Vilavicencio, de lá para Pueto Gaitán, seguindo daí pelo rio Meta até Puerto Carreño no departamento de Vichada, e de lá entraria na Venezuela pelo rio Orinoco para só então seguirem para o Brasil.

A negociação da Família do Norte se deu com o Orejas, um dos líderes da organização criminosa Los Pelusos de Corinto que está disputando com os resistentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) o comércio das drogas.

Bons tempos em que a Rota do Solimões era um caminho seguro para a importação de drogas por parte da Família do Norte. O Primeiro Comando da Capital investiu pesado em acordos com os piratas que atuam naquela área e enviou pessoal próprio para dificultar o acesso da facção inimiga, que agora procura caminhos alternativos.

9 de fevereiro de 2019

El fiscal Marcelo Pecci

O envolvimento do PCC na morte da advogada do CV
att.net → Agencia EFE
→ Paraguai
→ Crimes transnacionais

O promotor de Justiça Marcelo Pecci confirma que existe a possibilidade do envolvimento do Minotauro do PCC (Sérgio de Arruda Quintiliano) com o grupo de 15 pessoas presas essa semana e que teriam matado a advogada Laura Casuso, defensora de Marcelo Piloto do CV e também de Javis Chimenes Pavão do próprio PCC.

7 de fevereiro de 2019

Operação Yin Yang em MS

Megaoperação de combate ao PCC em MS
Campo Grande News → Viviane Oliveira, Bruna Pasche e Geisy Garnes
→ Mato Grosso do Sul
→ Combate à facção – Sistema prisional

A maioria dos mandados de prisão e busca foram para suspeitos que já estavam presos em penitenciárias de Campo Grande e do interior sul-mato-grossense.

Os alvos eram os integrantes do Primeiro Comando da Capital que mantinham contato de dentro de diversos presídios com as equipes que estavam em campo.

Uma das novidades apresentadas por essa Operação foi a informação que a facção trabalha com depósitos utilizados como reserva estratégica para emprestar para biqueiras e distribuidores no caso de haver atraso na entrega de encomendas, evitando assim o desabastecimento e o desconforto do cliente.

5 de fevereiro de 2019

PM Força Tática apoia PCC nas quebradas

53 PMs presos por trabalhar com PCC
R7 São Paulo → Kaiaque Dalapola
→ São Paulo
→ Corrupção Policial

O MP-SP após receber uma denúncia de que os integrantes da Força Tática do 22º Batalhão estaria trabalhando com o Primeiro Comando da Capital na proteção das biqueiras e pacificação do bairro começou uma investigação.

Até aí sem novidade, o esperado aconteceu: 53 policiais foram presos por participar do esquema. O que surpreendeu na reportagem de Kaiaque Dalapola (sempre esse cara me surpreende) foi mostrar que o bairro ficou mais pacífico, a polícia menos violenta e mais eficaz no combate ao crime após o acordo feito com a facção PCC 1533.

“Em relação à segurança está a mesma coisa, mas em relação ao tratamento da polícia com a população eles [PMs] estão um pouco mais atentos, não estão maltratando as pessoas. Eu não ouvi mais relatos de violência contra a população.”

Zilda Paiva

ARQUIVO ANTIGOS DE NOTÍCIAS:

 

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

5 comentários em “PCC 1533 — Últimas Notícias”

  1. SALVE agradecido pelo que o comando faz tmj mesmo tbm pelos megas assaltos tamo junto é pra somar e parabéns pelo aniversário da faccao meus irmãos 26 anos eu 33

    Curtir

      1. marcos willian herbas camacho é o meu pai.? minha mãe chama shirley da conceição paci é o meu pai chama marcos willian herbas camacho.? oaia o pai do mário.? meu pai é o meu melor é isso ai grade mário.? com cerveja não é com certeza é com cerveja.? não é mesmo galerinha da internet vamos acessar há net há internet.?

        Curtir

Obrigado por deixar seu relato, ele é muito importante para que eu possa corrigir erros e rumos. Só serão mantido os comentários argumentativos ou com conteúdo considerado relevante, seja apoiando ou refutando fatos ou ideias do texto. Se considerar importante alterarei o texto original citando o crédito para o comentarista.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.